Kadjar ainda chega a tempo para a batalha dos SUV’s

11 janeiro 2017

Como marca líder em Portugal era impensável não contar com um SUV no segmento C, precisamente numa altura em que a batalha pelos modelos da moda está ao rubro. A chegada de diversos concorrentes diretos ao mercado tem sido feita a ritmo alucinante, mas com um planeamento regrado, o que levou a Renault a repensar como haveria de introduzir o Kadjar em Portugal. Isto porque o SUV médio da marca francesa estava taxado como classe 2 nas portagens, o que limitava brutalmente o seu sucesso. A receita surgiu da Renault Tech, divisão da Renault Sport Cars, que alterou o eixo traseiro do Kadjar optando por um eixo multibraços em vez de rígido, o que possibilita reclamar um peso bruto superior a 2.300 kg, e assim ser taxado como classe 1 nas nossas portagens, desde que utilize Via Verde. Este processo de desenvolvimento específico do Kadjar obrigou a trabalhos técnicos próprios, o que condiciona, para já, que o SUV da Renault possa contar com outras motorizações, para além do bloco 1.5 dCi de 110 cv com caixa manual de seis velocidades, embora sejam esperadas outras motorizações e transmissões.

O Renault Kadjar demorou cerca de um ano e meio a ser lançado em Portugal, depois do seu lançamento europeu ter decorrido em julho de 2015. Mais vale tarde do que nunca! E foi com estas postura que a Renault agora passa a contar com um SUV no importante segmento C, garantindo que poderá ter valido a pena esperar. Depois do bem-sucedido Capture que continua a encantar no segmento B, e enquanto aguarda pelo novo Koleos, do segmento D ainda este ano, a marca francesa encaixa o Kadjar entre os dois, numa luta muito direta com o seu primo Nissan Qashqai, o carro que tecnicamente mais se identifica com este modelo, apesar de diferenças estilísticas notórias. Este SUV da Renault feito à medida para Portugal foi o segundo modelo da gama a exibir a nova frente da marca, para além de contar com as últimas evoluções tecnológicas, onde se incluem todos os sistemas de ajuda à condução, para além do evoluído R-Link 2, o cérebro Renault que torna o Kadjar mais inteligente e ligado ao mundo.

Com um interior moderno e confortável, o espaço para cinco ocupantes é generoso e a capacidade da bagageira pode subir até aos 1.490 litros. Este crossover da marca francesa convida a algumas incursões fora de estrada, como conseguimos comprovar numa apresentação especialmente concebida para Portugal, onde foi possível comprovar as capacidades do Kadjar, em estrada e fora dela, para além de confirmar que é um SUV da última geração, com todos os atributos de um veículo polivalente e que se enquadra na perfeição no novo segmento da moda. Com tração dianteira, o Kadjar conta no entanto na versão XMOD com o sistema Grip Control que reforça a tração e controla o sistema de patinagem das rodas dianteiras, uma ajuda preciosa quando se pisam terrenos mais escorregadios. Disponível na rede de concessionários Renault já em janeiro, o Kadjar 1.5 dCi está disponível por 29.710€ na versão XMODE, enquanto o Exclusive, com equipamento superior, mas sem Grip Control, está à venda por 31.600€.

scroll up