Novo motor a gasolina para mover o mais recente Mégane

01 fevereiro 2019

Quatro gerações depois, a grande novidade do Renault Mégane é o novo motor a gasolina 1.3 TCe que pode contribuir com três níveis de potência, proporcionando sempre melhores desempenhos e o mesmo prazer de condução. A Aliança Renault, Nissan e Mitsubishi dá seguimento à parceria de sucesso com a Daimler, lançando uma nova geração de motores a gasolina que marcam o inicio de 2019 e que fazem a sua estreia no Mégane, um modelo extraordinariamente importante para a Renault, que já foi por seis anos o automóvel mais vendido no nosso país.

E se este bloco a gasolina de 1.332 cc vai animar outros modelos da marca, como já o faz no recente Kadjar, vai também dar os primeiros passos instalado no Mégane, tanto na Berlina, como no Grand Coupé ou na carrinha Sport Tourer. Este “coração” comum com alguns modelos da Mercedes-Benz, contribui com mais potência e mais binário, para além de melhores desempenhos e maior competitividade no CO2. Esta diminuição do impacto ambiental partilhada pelos dois grandes grupos, está obviamente ligado a uma partilha oportuna de investimentos e a uma racionalização da gama de motores.

O que se fez anteriormente com os motores diesel, faz-se agora com os propulsores a gasolina. Este bloco 1.3 TCe proporciona três níveis de potência, com 115, 140 e 160 cavalos, vindo a equipar, para além do Mégane, outros modelos do segmento C, como já o faz no SUV Kadjar, sendo também esperado para o Scénic e Grand Scénic. Mas a capacidade deste novo motor irá estender-se também a outros modelos como o Talisman ou até o Captur. Agora, com esta oferta a gasolina, o Mégane começa a encarar um novo estilo de vida, embora os números das opções por motorizações diesel tenham sido até aqui superiores a 95%, o que não deixa de ser esclarecedor.

Desde 1996 foram vendidos cerca de 175.000 unidades de Mégane em Portugal, o que faz do modelo uma peça fundamental para a Renault. Com umas linhas exteriores cativantes, um interior de qualidade, equipamentos de segurança e ajuda à condução que são referência para o segmento, esta nova vida do Mégane continua a colocar a sua alta tecnologia ao serviço das suas motorizações, onde se inclui esta nova aposta a gasolina, que embora continue a ficar distante das opções por motores diesel, não deixa de ser um trunfo importante para o futuro. Já disponível na rede de concessionários da Renault, os preços arrancam 24.255€ para a versão berlina.

scroll up