Octavia acompanha as exigências do futuro

13 fevereiro 2017

Com um novo sorriso que alegra a frente do Skoda Octávia, o automóvel checo estimula primeiro o visual e só depois desvenda as novas tecnologias que recheiam o interior do modelo mais importante para a Skoda. Reforçar a posição no mercado europeu é o principal objetivo da marca que, com o renascimento de um modelo muito popular, procura acompanhar as exigências dos novos tempos, dando especial enfoque aos sistemas multimédia. Novos ecrãs táteis dão melhor visibilidade à total conetividade dos sistemas que ligam o novo Octávia ao mundo. Mais e melhor equipamento são trunfos desta evolução compreensível do Skoda Octávia que nesta atualização fundamental não esqueceu os retoques de design na frente e na traseira, com destaque para os grupos óticos e para a nova grelha identificativa da marca. Os segredos simplesmente inteligentes, como é apanágio da Skoda são alguns dos pequenos requintes que diferenciam todos os modelos checos, para além do já conhecido espaço “XXL” que caracteriza as bagageiras do Octávia, tanto na versão berlina como break.

O novo Skoda Octávia que estará disponível em março apresenta três motores a gasolina, com destaque para o pequeno mas muito eficaz três cilindros 1.0 TSi de 115 cv, que já tivemos a oportunidade de testar na geração anterior, atestando não só a excelente dinâmica, mas também a manifesta economia, e ainda o comprovado 1.4 TSi de 150 cv e o mais potente de 1,8 litros com 180 cv. Em relação às preferências diesel, o campeão de vendas 1.6 TDI com 115 cv continua a reunir consensos, embora o bloco TDI de 2,0 litros com 150 ou 184 cavalos ofereça excelentes performances com consumos comedidos. O novo Skoda Octávia que estará disponível nas versões berlina e break conta ainda com três modos de controlo dinâmico de condução (Confort, Normal e Sport), aguardando pelos desportivos RS com motor 2.0 diesel de 184 cv ou com o potente gasolina 2.0 TSi de 230 cv. Podendo contar com tração 4x4 nos modelos de maior potência, o Octávia Break assume ainda a roupagem TT em módulo Scout, com maior distância ao solo e modo “off road”, utilizando o motor a gasolina 1.8 TSi ou o diesel 2.0 TDi com 150 ou 184 cavalos. Um Octávia rejuvenescido com alterações persuasivas em direção a um futuro que tem de contar com o modelo mais popular da Skoda.

scroll up