Mercedes-Benz vendeu mais de 200.000 veículos em setembro

11 outubro 2018

A Mercedes-Benz comercializou 202.819 veículos em todo o mundo no passado mês de setembro (-8,2%), perfazendo um total de 1.715.087 unidades em 2018 (-0,1%). No terceiro trimestre de 2018, foram entregues 526.255 veículos a novos clientes (-8,2%). Com este volume de vendas, manteve a liderança de mercado como a marca premium em setembro nos mercados do Reino Unido, Itália, França, Rússia, Suíça, Portugal, Suécia, Turquia, Japão, Austrália, EUA e México, entre outros.

Por região, a Mercedes-Benz comercializou na Europa 91.609 veículos em setembro (-9,4%) e um total de 688.956 unidades nos primeiros nove meses do ano (-4,7%). Na Alemanha, foram entregues 22.780 automóveis no mês passado (-16,7%) e 217.943 no período de janeiro a setembro (-5,6%). Na Suécia, Espanha, Polónia, Dinamarca e Hungria, foram alcançados novos recordes de vendas nos primeiros nove meses do ano.

Na região Ásia-Pacífico, as vendas atingiram um novo recorde de 714.598 unidades nos primeiros nove meses (+8,1%). Em setembro, 75.414 clientes receberam o seu novo Mercedes-Benz (-4,4%). Na China, o maior mercado desta região, foi estabelecido um novo recorde para setembro, com vendas de 54.632 carros (+6,9%). Um total de 500.707 veículos foram entregues a clientes nos primeiros nove meses de 2018 (+13,1%). A Mercedes-Benz alcançou recordes de vendas nos primeiros nove meses também na Tailândia e na Malásia.

Na região do NAFTA, 31.273 veículos foram entregues a clientes no mês passado (-9,9%). De janeiro a setembro, as vendas unitárias foram 271.944 automóveis ligeiros de passageiros Mercedes-Benz (-6,0%). Nos Estados Unidos, foram comercializados 26.169 veículos em setembro (-9,8%) e 225.384 nos primeiros nove meses do ano (-7,0%). Graças às contínuas taxas de crescimento, a Mercedes-Benz estabeleceu novos recordes de vendas no México em setembro, assim como nos primeiros nove meses de 2018.

Por modelo, no segmento dos SUV foi estabelecido um novo recorde entre janeiro e setembro com 612.186 modelos comercializados, o equivalente a um aumento de 3,4% nas vendas unitárias do GLA, GLC, GLC Coupé, GLE, GLE Coupé, GLS e Classe G. Graças a fortes taxas de crescimento, as vendas do SUV de médio porte atingiram novo recorde em setembro (+9,1%) e nos primeiros nove meses deste ano (+ 24,5%). Nos últimos 10 anos, a Mercedes-Benz vendeu mais de 1,6 milhões de SUV em todo o mundo.

De janeiro a setembro, foram comercializados mais de 58.000 automóveis Classe S, registando-se um aumento de cerca de 24%. A popularidade do Mercedes-Maybach Classe S Limousine continua, tendo-se apurado um novo recorde de vendas em setembro e nos primeiros nove meses do ano.

Nos primeiros nove meses deste ano, foram entregues 442.660 Classe A, B, CLA, CLA Shooting Brake e GLA em todo o mundo (-4,6%). Em maio de 2018, o novo Classe A foi lançado como o precursor da próxima geração de automóveis compactos: no mês passado, as vendas mundiais do Classe A atingiram um novo recorde (+ 1,7%). No Salão de Paris, foram apresentados mais três destaques da família de compactos Mercedes-Benz: o Classe A Limousine, o novo Classe B e o AMG A35.

Quanto aos smart, nos primeiros nove meses do ano foram comercializados mais de 96.000 veículos (-4,2%). Um total de 10.850 clientes receberam um novo smart fortwo ou forfour em setembro (-15%). A marca comemorou o seu 20º aniversário com a estreia mundial do smart forease no Salão de Paris.

scroll up