O primeiro híbrido da Renault é uma Grand Scénic

23 novembro 2017

A marca francesa dá mais um importante passo na estratégia de eletrificação dos motores com a estreia de uma proposta híbrida, designada por Hybrid Assist. O Grand Scénic é o primeiro modelo da Renault que combina um motor elétrico e um de combustão, mais concretamente, o comprovado bloco dCi 110, associado a uma caixa manual de seis velocidades.

A tecnologia Hybrid Assist assenta num motor elétrico de 10 kW e em duas baterias. Uma bateria secundária de 12 volts para fornecer a energia necessária para o funcionamento de equipamentos como luzes, limpa-vidros e ABS, e uma bateria de tração de 48 volts, localizada sob o piso traseiro, com capacidade de armazenar a energia recuperada durante as fases de desaceleração. Energia essa que é utilizada pelo sistema híbrido para fornecer binário adicional ao motor dCi 110. Sublinhe-se que esta bateria de tração não necessita de qualquer manutenção.

Ainda dois detalhes que diferenciam o Grand Scénic Hybrid Assist das versões convencionais: a assinatura “Hybrid Assist” no portão traseiro e o indicador de consumo ou de recuperação de energia localizado no painel de instrumentos, bem ao lado do velocímetro.

No resto, o Grand Scénic Hybrid Assist é um vulgar Grand Scénic. Um monovolume com linhas distintas e modernas e uma proposta que até contraria um certo conservadorismo associado ao segmento. Para essa ideia em muito contribuem, também, a pintura bi-tom, as bonitas e imponentes jantes de 20 polegadas, bem como a famosa assinatura luminosa Renault com a tecnologia LED Pure Vision na dianteira e Edge Light na traseira.

Com sete lugares, o Renault Grand Scénic Hybrid Assist é a solução ideal para famílias numerosas que privilegiam o espaço, o conforto, a qualidade, a tecnologia e a economia. O Grand Scénic Hybrid Assist é, também, o de preço mais acessível em toda a gama do Renault Grand Scénic.

scroll up