OE2017

No seguimento da apresentação da Proposta de Lei do OE 2017, propomo-nos agora analisar os impactos da proposta quanto ao ISV...

A proposta de Lei do OE para 2017 expõe vários aspetos com impacto direto no setor automóvel, designadamente ao nível da cham...

OE para 2017 revela uma ambiciosa meta para o défice orçamental previsto, situando-o no valor inédito de 1,6%, sendo a previs...

Posição do Automóvel Club de Portugal sobre o Orçamento de Estado de 2017 para o setor automóvel.

Um carro a gasóleo, como o Renault Clio, aumenta 3,4%, enquanto um a gasolina, caso do Peugeot 308, o aumento é de 2,8%.

Híbridos plug-in vão ter desconto de 562€, mas termina o incentivo ao abate de viaturas, assim como à compra de elétricos.

Além de 0,8% de aumento no IUC, os carros novos com mais de 180 g/km de CO2 vão pagar até mais 65 euros de imposto.

ISP mantém o adicional de 7 cêntimos por litro de gasolina e 3,5 cêntimos no de gasóleo. Receitas vão para a agricultura.

O Imposto Único de Circulação aumenta a partir de janeiro, sem que haja alterações à forma de calcular este imposto.

Administração Interna vai ter acesso a dados registados nas finanças no caso dos processos de contraordenações.

scroll up