Ogier entra ao ataque

25 janeiro 2018

Foi com 62,18 quilómetros repletos de emoções e peripécias que começou a época de 2018 do Campeonato do Mundo com o já tradicional Rally de Monte Carlo e as especiais noturnas do Sisteron e Breziers 1 a proporcionarem as primeiras lutas do ano e, também, os primeiros sustos.

Pouco mais de 36 quilómetros de rali foram o bastante para um furo, três piões, uma ida à valeta, um embate num monte de neve e um motor a ir-se abaixo para alguns dos homens da frente, como foi o caso de Sébastien Ogier, Elfyn Evans, Thierry Neuville, Jari-Matti Latvala, Craig Breen e Kris Meeke. Mas nem mesmo isso tirou competitividade à primeira noite de Mundial de Ralis, pelo contrário. E depois destes ainda houve mais 25,49 quilómetros cronometrados!

Com o piso tendencialmente seco, o melhor arranque foi do Campeão do Mundo Ogier, que continua aos comandos do Ford Fiesta WRC da M-Sport, agora com maior apoio de fábrica diretamente dos Estados Unidos. O francês, que corre em casa, começou a defesa do título com o melhor tempo na primeira especial, isto apesar de um pião. Não satisfeito, Ogier manteve o ritmo e fechou a noite no topo da tabela de tempos depois de levar de vencida o segundo troço também.

Enquanto isso, atrás dele, ficou Andreas Mikkelsen. Depois de um ano de muitas trocas em 2017, o norueguês deu início à primeira época completa com Hyundai logo com o segundo tempo da geral. Um dos poucos a não ter problemas, Mikkelsen cedeu, ainda assim, 17,3 segundos para Ogier.

A fechar o pódio provisório está o colega de equipa do nórdico, Dani Sordo. O espanhol foi o único que chegou a rodar mais rápido que o Campeão do Mundo na primeira metade da segunda especial, mas acabou por perder ritmo e terminar com a terceira marca na classificativa. Ainda assim, uma melhoria face ao primeiro troço, o que lhe permitiu fechar a noite 25,6s da frente.

Esapekka Lappi, que continua com a Toyota, foi o quarto mais lesto (+37,4s), batendo o novo colega de equipa Ott Tänak. Na estreia aos comandos do novo Yaris WRC o estónio começou com alguma cautela para rodar mais forte na segunda especial e fechar o Top 5 da geral (+42,4s).

Jari-Matti Latvala não ficou muito longe dos colegas de equipa e, apesar de dois piões na primeira classificativa, ocupa a sexta posição a 55,4s da frente, o último piloto a menos de um minuto de Ogier.

Craig Breen é o melhor representante da Citroën, em sétimo (+1:02,3s), mesmo depois de ter embatido num monte de neve no Sisteron. Bryan Boufier é o segundo melhor Ford, em oitavo (+1:51,0s), seguido de Kris Meeke. O britânico da Citroën deixou o C3 WRC ir-se abaixo na primeira especial e depois fez um pião em Breziers; dois contratempos que justificam os mais de dois minutos de atraso que já leva para a frente. A fechar o Top 10 está Eric Camilli (Ford). Muito atrasados, já a mais de quatro minutos do líder, estão Elfyn Evans e Thierry Neuville. O homem da Ford furou na SS1 e parou depois na SS2, enquanto o belga da Hyundai ficou preso numa valeta na primeira classificativa.

scroll up