Ogier queixa-se de carro que não curva

30 agosto 2019

Ouvirmos queixas por parte de Sébastien Ogier não é algo de novo, mas o desagrado agora prende-se com o carro e com o facto deste continuar a não estar do agrado do Campeão do Mundo. O que é estranho é a Citroën não estar a ser capaz de apresentar um carro que vá ao encontro daquilo que o francês quer.

Pierre Budar, patrão da equipa, já por várias vezes ao longo da época reconheceu que a equipa tem de evoluir o carro, mas não há forma de colocar ponto final às contrariedades. “Julgávamos ter compreendido os motivos para o nosso desempenho mais fraco na Córsega e que tínhamos levado a cabo as alterações necessárias para esta prova de asfalto. Esperávamos estar entre os líderes. Claramente falhámos em qualquer coisa durante a nossa preparação,” reconheceu Budar após a última jornada do Campeonato do Mundo de Ralis na Alemanha.

Uma situação que levou Ogier a queixar-se de novo depois de não ter ido além do sétimo lugar. “Sei qual é o problema, o que não sei é como resolvê-lo,” começa por afirmar o piloto da Citroën. “Infelizmente, desde a Córsega que não conseguimos solucionar este problema. Melhorámos, mas ainda não está perfeito e não consigo pilotar um carro que não curva. Foge demasiado de frente, demais para meu gosto.”

O que é facto é que, desde o Vodafone Rally de Portugal, que Ogier não parte para um rali na frente do Campeonato... São já três jornadas arredado da liderança e, pior que isso, cada vez mais longe do primeiro posto. Para já, o atraso é de 40 pontos para o líder Ott Tänak e sete para Thierry Neuville.

scroll up