Oliveira 12º em corrida repleta de emoções

16 junho 2019

Depois de se ter qualificado na 20ª posição da grelha, Miguel Oliveira foi um dos que melhor lidou com os vários contratempos que marcaram a fase inicial do Grande Prémio da Catalunha que teve lugar este domingo o circuito de Barcelona.

O primeiro momento de emoções surgiu pouco depois do apagar das luzes, na Curva 10, com um incidente entre os pilotos da Aprilia Racing Team Gresini, Aleix Espargaró (que foi transportado ao hospital) e Bradely Smith, seguindo-se as quedas de Karel Abraham, do colega de equipa de Miguel Oliveira, Hafizh Syharin e de Francesco Bagnaia. Quem também não se livrou do azar foram as estrelas Jorge Lorenzo, Maverick Viñales, Andrea Dovizioso e Valentino Rossi, todos eles a envolverem num acidente na segunda volta, também na Curva 10.

Com nove pilotos a ficarem logo pelo caminho, o jovem luso teve de mostrar grande mestria para evitar todos os contratempos que se sucederam à sua frente para só então dar início a uma corrida muito consistente e tranquila rumo a um merecido 12º lugar.

“Foi uma corrida complicada, como esperávamos. Comecei muito bem, recuperei muitas posições até chegar à Curva 10, onde me vi envolvido no incidente que deixou o Smith e o Aleix Espargaró de fora. Tive de alargar muito a trajetória para evitar ambos os pilotos e, é claro, perdi muito tempo,” começou por explicar Oliveira.

“Caí para último e levei algumas voltas a recuperar o tempo perdido e acabei sozinho e sem referências de outros pilotos. Decidi terminar a corrida. Não tinha com quem lutar por posições, pelo que fiz a minha prova e terminei nos pontos, o que foi fantástico,” rematou.

Já o pódio foi liderado por Marc Márquez, com e estreante a homem da pole Fabio Quartararo em segundo e Danilo Petrucci em terceiro.

scroll up