Também as motos vão ter Mundial elétrico

11 setembro 2018

A Dorna, entidade detentora dos direitos comerciais e promotora do Campeonato do Mundo de MotoGP, e a Federação Internacional de Motociclismo deram a conhecer as 11 equipas que vão fazer parte da Taça do Mundo MotoE, competição dedicada a motos elétricas e que tem arranque marcado já para o próximo ano.

As sete formações privadas do Campeonato do Mundo de MotoGP – Tech3, LCR, Marc VDS, Pramac, Avintia, Angel Nieto e Gresini – vão podr inscrever duas motos cada, enquanto as quatro equipas sorteadas entre os pelotões da Moto2 e Moto3 – Pons Racing, Dynavolt Intact GP, SIC58 Squadra Corse e Ajo Motorsport – serão responsáveis por apenas uma moto.

Também já foi apresentada, em Roma, a versão da moto que será utilizada, a Energica Eco. No que respeita ao calendário, ainda não houve divulgação oficial, mas espera-se que seja composto por cinco corridas de oito voltas a disputar no Circuito de Jerez Ángel Nieto (5 de maio), Le Mans (19 de maio), Sachsenring (7 de julho), Red Bull Ring (11 de agosto) e Misano (15 de setembro). Ou seja, prevê-se que as cinco provas sejam disputadas em datas e circuitos simultâneos aos do Campeonato do Mundo de MotoGP.

scroll up