Vitória de José Pedro Fontes no Rali de Amarante Baião

22 setembro 2018

José Pedro Fontes guardou para o fim o ataque à vitória em Amarante, saltando para o comando quando faltava apenas um troço para o final da prova. Uma vitória difícil, mas saborosa, que relança o piloto do Citroen C3 R5 para discutir o título no Algarve, a última prova do Campeonato de Portugal de Ralis de 2018. Fontes consegue a vitória com cinco segundos de vantagem para João Barros, que comandou o rali até ao penúltimo troço cronometrado, deixando Armindo Araújo no 3º lugar a 26,1 segundos.

Mas foi João Barros o primeiro a surpreender. O piloto trocou de carro e de equipa para surgir em Amarante com novos andamentos. Barros que tripulou um novo Skoda Fabia R5, venceu 4 troços, e só não resistiu à pressão final de Fontes, que venceu 6 especiais, para conquistar a vitória, numa guerra de nervos nos três últimos troços da prova. Enquanto Fontes e Barros lutavam pela vitória, Armindo Araújo e Ricardo Teodósio lutaram pelo 3º lugar do pódio e, talvez pela discussão do título deste ano. Armindo marcou o ritmo, venceu um troço e acabou no pódio a 26,1 segundos do vencedor, deixando Teodósio na 4ª posição a 49,9 segundos de Fontes. Miguel Barbosa acabou a prova no 5º lugar já a 1m51,6 do vencedor.

Diogo Gago teve uma estreia positiva ao volante de um carro da categoria R5, levando o Hyundai oficial à 6ª posição, à frente do Ford Fiesta de Pedro Almeida e do Skoda Fabia de Pedro Meireles, que se classificou escassos segundos à frente do seu irmão Paulo Meireles em Hyundai i20. Joaquim Alves fechou o lote dos dez primeiros classificados. Entre os carros de duas rodas motrizes, o triunfo pertenceu ao experiente Bernardo Sousa, que tripulou um Peugeot 208 R2 e contou com a pressão constante de Miguel Correia num Renault Clio R3 e de Daniel Nunes em Peugeot, os três primeiros classificados desta categoria. A próxima e última prova do CPR é o Rali Casinos do Algarve, entre 15 e 17 de novembro.

scroll up