Vitória inequívoca da Toyota nas 24 Horas de Le Mans

16 junho 2019

Dobradinha da Toyota na lendária prova de resistência francesa. O domínio da Toyota nunca esteve em causa, que vence pela 2ª vez consecutiva em Le Mans. Os dois Toyota TS050 Hybrid estiveram sempre no comando da prova, mas foi o nº 7 de Mike Conway, Kamui Kobayashi e José Maria Lopez que mais horas esteve no comando, até um furo lento lhe retirou a vitória a cerca de uma hora do final da corrida. Só que a Toyota iria vencer de qualquer forma, pois a distância que os dois TS050 tinham para a concorrência foi sempre enorme. Tal como nos ralis, as corridas só terminam no fim, que o diga a Toyota, que também já teve amargas experiências em Le Mans, e foi com alegria que a equipa nipónica viu os seus dois carros subirem aos dois lugares mais altos do pódio, mas com vitória do Toyota nº 8 tripulado por Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Fernando Alonso. O 3º lugar do pódio foi ocupado pelo BR Engenieering com Vitaly Petrov, Mikhail Aleshin e Stoffel Vandoorne, que terminou a 6 voltas dos vencedores.

Na categoria LMP 2 a vitória foi para o Alpine A470 de Nicolas Lapierre, André Negrão e Pierre Thiriet. A equipa de Filipe Albuquerque, a United Autosports, foi a 4ª classificada nesta categoria, tendo registado uma excelente recuperação ao longo da corrida, com o piloto português em destaque. Entre os concorrentes da LM GTE Pro a vitória foi para o Ferrari 488 GTE de Alessandro Guidi, James Calado e Daniel Serra, onde o BMW M8 do português António Félix da Costa, acompanhado por Augusto Farfus e Jesse Krohn terminou na 11ª posição, devido a diversos problemas de suspensão sentidos ao longo de toda a corrida. Na categoria LM GTE Am, a vitória foi para o Ford GT da Keating Motorsports. O português Pedro Lamy abandonou muito cedo, com diversos problemas no Aston Martin Vantage.

scroll up