A Seat já conta com um SUV de grandes dimensões

20 setembro 2018

Depois do Arona e do Ateca, aí esta a solução mais espaçosa, mas também mais arrojada do construtor espanhol. Chama-se Tarraco e é considerado o topo de gama da Seat. Com uma gama perfeitamente alinhada, a Seat proporciona ofertas para todos os gostos, dentro de um segmento que se tornou popular e continua em franco crescimento.

O mais recente veículo desenhado e desenvolvido nas instalações da Seat em Martorell (Barcelona) é produzido em Wolfsburg (Alemanha) e marca a terceira oferta da gama SUV do construtor na ofensiva de produto, além de revelar indícios da futura linguagem de design dos novos modelos Seat. O Tarraco trará novos clientes, exponenciará a imagem da marca e terá um impacto importante nos lucros, já que este é um modelo com elevada margem de contribuição. E também será o topo de gama da marca.

O novo Tarraco assume um lugar de topo na família SUV da marca, como irmão mais velho do Ateca e do Arona, juntando tecnologia de ponta, dinâmica, agilidade, sentido prático e a funcionalidade com design elegante e sofisticado. O Tarraco junta as muitas vantagens das dimensões mais generosas para oferecer um veículo que consegue incluir todos os elementos da vida moderna. O novo Tarraco foi desenhado para condutores que precisam da utilidade de 5 ou 7 lugares, o lado prático da posição de condução mais elevada, mas que não prescindem do sentido estético, além de apreciarem o equilíbrio do Tarraco entre a imponência e a elegância. E esse equilíbrio é repetido nos dois níveis de equipamento, Style e Xcellence. Com o contínuo crescimento do segmento dos SUV, o Tarraco assumirá um papel fundamental para a Seat quando for introduzido no início de 2019.

As potencialidades do sistema Dynamic Chassis Control garantem o equilíbrio perfeito entre o comportamento desportivo quando se está atrás do volante, com um rolar confortável quando se cobrem largas distâncias em diversos tipos de estrada. O condutor pode escolher a afinação preferida, mas o sistema também consegue adaptar-se automaticamente ajustando a afinação ao tipo de estrada e ao estilo de condução. A suavidade de rolamento é acompanhada pela performance, a eficiência e a fiabilidade dos conjuntos motopropulsores disponíveis.

Ficarão disponíveis duas variantes a gasolina: um quatro cilindros de 1,5 litros TSI que produz 150 cv e está acoplado a uma caixa manual de seis velocidades e tração dianteira, e um 2,0 litros, com 190 cv e caixa de sete velocidades DSG, com sistema de tração integral 4Drive. Há duas opções Diesel, ambas com o bloco 2.0 TDI, e potências de 150 cv e de 190 cv respetivamente. A versão de 150 cv pode ser associada a uma transmissão de caixa manual de seis velocidades e tração dianteira, ou a uma caixa de sete velocidades DSG com sistema de tração integral 4Drive. A variante mais potente apenas está disponível com a combinação 4Drive/caixa DSG de sete velocidades. Mais tarde, o Tarraco também beneficiará de sistemas de propulsão com tecnologia alternativa.

scroll up