Classe X é uma nova raça da Mercedes-Benz

17 novembro 2017

A parceria da Mercedes-Benz com a Aliança Renault/Nissan tem dado excelentes frutos. Desta vez a marca alemã resolveu entrar num segmento que sempre lhe foi estranho, mas que poderá vir a ser um marco histórico. A Mercedes-Benz otimizou a mais recente geração da Nissan Navara, uma pick-up muito evoluída e já com laivos Primium, que nas mãos do construtor alemão passou a ter um novo semblante, não só por exibir a inconfundível estrela na grelha frontal, mas essencialmente porque as suas capacidades foram destacadas e o luxo interior sublinhado.

À venda desde o inicio de novembro, a nova Classe X da Mercedes-Benz destaca acima de tudo robustez e fiabilidade, mas com classe e sofisticação, apelando a uma utilização mista e mais privada. Conforto, design e segurança, são três parâmetros essenciais para a implantação da nova pick-up da Mercedes-Benz. Ao volante tudo parece diferente, começando logo pela estranha sensação de ter nas mãos um volante que ostenta o emblema da marca alemã. Nesta parceria com a Nissan é quase tudo diferente, apesar da utilização do motor diesel Nissan de 2,3 litros, que pode debitar 163 ou 190 cavalos e contar com tração 4x2 ou 4x4. O eixo traseiro foi redesenhado e o dianteiro é totalmente novo, o que contribui para um inegável conforto de rolamento e uma capacidade de progressão fora de estrada muito eficaz, devido à afinação das molas e braços da suspensão.

O Classe X da Mercedes-Benz vai romper com tudo aquilo que se espera de uma pick-up. Com um interior Premium, a marca apostou apenas no formato cabine dupla, com cinco lugares a bordo onde o conforto é de assinalar, mesmo nos bancos traseiros. Trazer sofisticação a este segmento, aliando a necessária robustez exigida a um veículo deste tipo, foi o principal objetivo da marca. Três linhas distintas, com diferentes níveis de equipamento, vão requintando o Classe X, até ao ponto de se esquecer que está ao volante de uma pick-up. Os bancos com excelente apoio e conforto pedem ser revestidos em tecido, pele sintética ou natural, ligando na perfeição com o habitual requinte de pormenores da marca.

Posta à prova com a motorização Nissan de 2,3 litros com 190 cv e caixa automática também fornecida pela marca nipónica, mas otimizada pela Mercedes-Benz, o Classe X mostrou fabulosos comportamentos em estrada e fora dela, fazendo frente às adversidades do percurso. A partir do 2º semestre de 2018 a nova pick-up também pode ser equipada com o motor original da Mercedes-Benz, que será o mais potente do segmento. O bloco diesel de 3,0 litros com 258 cv e caixa automática 7G-Tronic Plus, irá dar ainda mais vitalidade ao Classe X, que já se encontra disponível na rede de concessionários da marca com preços a partir dos 39.087€ para o X 220d de 163 cv e tração 4x2, enquanto o 4Matic de tração integral, oferece preços desde os 46.705€. O mais potente X 250d com o mesmo motor, mas com 190 cv inicia a oferta nos 41.137€ para o para o 4x2, enquanto o 4x4 arranca nos 47.677€.

scroll up