Toyota fez regressar a lenda com um Corolla de qualidade

14 março 2019

Recuperar uma designação poderosa, que desde 1966 se colou com prestígio à Toyota, é a intenção da marca que pretende colocar a 12ª geração do Corolla nos níveis de êxito que o transformaram no modelo mais importante para a Toyota. Um regresso numa fórmula cativante, com o Corolla a apresentar três formas de carroçaria, Hatchback, Touring Sports e Sedan, duas motorizações híbridas e uma a gasolina.

O modelo mais vendido no mundo conta com uma forte herança, e uma história de liderança que se traduz em 45 milhões de unidades vendidas, que o coloca à partida como um automóvel onde a longevidade e a fiabilidade fazem parte do ADN Corolla. Nesta nova era, a Toyota trocou a designação Auris do seu automóvel do segmento C pelo consagradíssimo Corolla que abdica em definitivo das motorizações diesel, passando agora a oferecer duas opções híbridas baseadas em blocos a gasolina de 1,8 litros com 122 cv, apoiado num motor elétrico de 53 KW e um inédito e mais entusiasmante 2.0 com 180 cv, combinado com uma unidade elétrica de 80 KW. O novo Toyota Corolla vai contar ainda com um motor a gasolina não híbrido de 1,2 litros turbo.

A mudança do Auris para o Corolla é muito mais do que uma alteração de nome, com a nova aposta da Toyota a assentar na plataforma TNGA, que para além de conferir um excelente comportamento em estrada, oferece uma habitabilidade referencial. O interior está diferente e essencialmente mais elegante. O aumento da qualidade de materiais é inegável, com o ambiente do novo Corolla a desvendar, agradáveis surpresas. Este é o primeiro modelo da marca com duas motorizações híbridas, com o Corolla a oferecer de série o sistema Toyota Safety Sense, seis níveis de equipamento, 10 cores de carroçaria e até 4 combinações.

Disponível na rede de concessionários da Toyota a partir de 16 de março, o novo Corolla faz uma aposta forte na sua carrinha, com a versão Touring Sports a assumir ser a mais importante para o mercado europeu. Os toques estilísticos diferenciam o Hatchback do Sedan, uma proposta talvez mais requintada, mas a carrinha é assumidamente uma sugestão concebida na Europa para os clientes europeus. No que toca a preços, a versão de entrada, com motor 1.2 Turbo não híbrido arranca nos 21.299€ para o Hatchback e nos 22.499€ para a Touring Sports. A proposta híbrida 1.8 começa nos 25.990€ para o cinco portas e nos 27.190€ para a carrinha. O mais musculado e bem equipado 2.0 custa mais 2.870€. Os preços do Sedan oscilam entre os 28.250€ e os 32.645€, conforme o nível de equipamento.

scroll up