4L em versão cabrio e elétrica

24 julho 2019

A Renault apresentou uma versão moderna do Plein Air, a Renault e-Plain Air, um conceito que nasceu como resultado de uma colaboração entre a Renault Classic e a Renault Design, envolvendo ainda a empresa Melun Retro Passion, especializada em peças para veículos clássicos franceses da Alpine, Citroën, Peugeot e Renault.

Não foram divulgados muitos pormenores sobre esta experiência, mas a marca do losango revelou que é alimentada pelo motor elétrico do Renault Twizy. Nas imagens fica nítido o design retro, quase igual ao veículo original.

No final dos anos 60, perante o sucesso do Citroën Mehari, foi lançada a Renault 4 Plain Air, mas o projeto revelou-se um falhanço comercial em toda a linha já que apenas 563 unidades foram produzidas. Um resultado bem diferente do modelo que lhe deu corpo: estima-se que mais de 8 milhões de Renault 4 foram martriculadas em todo mundo, entre 1961 e 1994

Disposta a mostrar que a 4 Plain Air poderá ter sido uma injustiça do mercado, a Renault dotou o e-Plein Air com uma grade totalmente fechada que parece ser feita de plástico branco. O modelo traz assentos de dois tons e um compartimento de passageiro traseiro modificado que parece o local reservado para uma bateria ou um motor elétrico. Independentemente do que está por baixo, a parte traseira é equipada com uma cesta de vime, presa com duas tiras de couro.

Embora as especificações exatas sejam desconhecidas, o motor desta nova Renault 4 cabriolet pode ser o mesmo que equipa o Twizy 45, com uma bateria de 6,1 kWh, que desenvolve 5 cv e 33 Nm de binário, números que permitem ao modelo uma autonomia de 100 km e uma velocidade máxima de 45 km/h. Há uma segunda versão do Twizy, com um motor elétrico mais potente, que desenvolve 17 cv e 57 Nm de binário, o que eleva a velocidade máxima para os 80 km/h.

No interior, vêem-se componentes originais do Renault 4, como a famosa alavanca de velocidades. O que muda é o painel, que herda diretamente do Renault Twizy e é completamente digital. Os assentos branco e azul, trazem o toque moderno e "elétrico" para esta versão neoretro. Para esta versão, os bancos traseiros e a bagageira foram removidos, para acomodar a bateria e o motor.

A apresentação deste modelo decorreu no décimo aniversário da 4L International, um encontro histórico de Renault 4L e Renault Estafette, que em 2009 juntou milhares de fãs do modelo.

scroll up