As promessas de Genebra

17 janeiro 2019

A um mês do Salão Automóvel Internacional de Genebra já é possível revelar algumas das estrelas que vão marcar a maior exposição automóvel para o mercado europeu.

A Mercedes-Benz apresenta o novo CLA Coupé, dotado da mais recente evolução do MBUX (Mercedes-Benz User Experience), assim como o SUV GLE. A estes juntam-se a edição especial e limitada do Mercedes-AMG GTR Pro, bem como uma renovada gama GT da AMG. Paralelamente, espera-se que a marca alemã faça a apresentação europeia do  Vision URBANETIC, um conceito revolucionário de mobilidade.

Na FIAT, espera-se a apresentação mundial da renovado Tipo, com versões de 4 e 5 portas, bem como a carrinha, e ainda quatro níveis de equipamento.

Por parte da Porsche, duas propostas prometem ser o centro das atenções: O Taycan, carro totalmente elétrico com dois motores capazes de debitar perto de 600cv, e o 911.

De França é esperado o novo Citroën C5 Aircross, mas não só. Também do Grupo PSA, a Peugeot pode dar a conhecer o 3008 híbrido, bem como os novos 508 SW, 2008 e o muito aguardado 208.

Do Grupo Volkswagen aguarda-se o contacto com o T-Cross e um Passat renovado, isto no que toca à VW, ao passo que a Audi deve trazer na manga o novo Q4, ao mesmo tempo que vai voltar a exibir a sua forte aposta elétrica, o e-Tron.

Já a Skoda aposta na nova Scala e vai também aproveitar o certame para completar a gama de SUV com um novo modelo, o Kosmiq, que se junta ao Kodiaq e Karoq. Enquanto isso, é provável que a Seat aproveite a oportunidade para lançar a 4ª geração do Leon.

Por parte da BMW, é esperado o lançamento do novo Série 7, se bem que muitos estejam mais desejosos pelo Z4 ou pelo mais acessível Série 3.

No que toca às marcas asiáticas, a Honda deve reforçar a aposta nos híbridos com o CR-V, enquanto se espera que a Mazda dê a conhecer o novo Mazda 3. Já Hyundai, pode apresentar-se com a segunda geração do IONIQ, a versão híbrida do Kauai e o novo Santa Fé. Por parte da Toyota, é já certa a apresentação europeia do novo Supra, com assinatura Gazoo Racing.

Quanto aos superdesportivos, tirando o que é esperado por parte da Porsche, ainda pouco se sabe, mas a Ferrari pode muito bem aproveitar a oportunidade para lançar os novos SP1 e SP2, modelos com base no 812 Superfast. Mas também a McLaren tem argumentos para levar a Genebra, com o 600 LT Spider, um V8 com 3,8 litros e 600 cv, para uma velocidadade máxima anunciada de 324 km/h.

Certezas absolutas, até ao momento, apenas os ausentes. À Ford e à Volvo, juntam-se a Jaguar e a Land Rover. Os primeiros porque, como já o fizeram saber, apostam noutras formas de chegar ao seu públicos, e as marcas britânicas por uma política global de redução de custos.

scroll up