Viajar de carro pode ser uma brincadeira de crianças

13 dezembro 2018

Faltam poucos dias para a Consoada e isso significa milhares de quilómetros que vão ser percorridos por muitas famílias em Portugal, com o objetivo de se reunirem com as famílias em vários pontos do País, tal como na passagem do ano.

E, em muitos casos, são longas horas de viagem com crianças a bordo. Entretê-las durante o trajeto pode ser uma tarefa simples desde que se adotem alguns truques.

Além do barulho do motor, há uma outra cantilena que marca as viagens de carro com crianças: “Já chegámos? Falta muito?”. Esta falta de paciência infantil pode até tornar-se num fator de stress para quem conduz, mas há estratégias para sossegar as crianças e, quiçá, tornar a viagem num aprazível momento familiar.

Para a viagem de Natal em família ficam algumas sugestões:

Gala dos cantores – é uma espécie de karaoke em família, com músicas que as crianças conhecem.

Eu vi primeiro – a ideia é definir um objeto que surja com frequência na estrada (automóveis de determinada marca, sinais de trânsito, cores, etc.), ganhando aquele que mais vezes o assinalar.

Detetive da estrada – com um mapa na mão, as crianças vão identificando os locais por onde passam e qual a distância que ainda falta ou já percorreram.

Contar uma história a meias – um dos passageiros começa a contar uma história, passando a vez ao seguinte, que a tem de continuar.

Jogo da adivinha – as crianças têm de adivinhar coisas como “quantas pessoas vão naquele carro?”, “o condutor é homem ou mulher”, entre muitas outras perguntas possíveis.

Importante também é planear a viagem de forma a prever paragens que permitam às crianças esticar as pernas, ir à casa de banho, apanhar ar ou comer.

scroll up