Jean-Eric Vergne dominou no Mónaco e Félix da Costa foi 6º

11 maio 2019

As notas de equilíbrio desta temporada da Fórmula E, que contou com 8 vencedores diferentes em 8 provas, foram quebradas pelo piloto francês da DS. Vergne dominou no circuito citadino do Mónaco desde a “pole position” até à vitória final, apesar da grande pressão que sofreu por parte do Nissan do britânico Oliver Rowland, o 2º classificado na corrida monegasca. A 3ª posição foi ocupada pelo brasileiro Felipe Massa num Venturi. O piloto português António Félix da Costa, em BMW Andretti, conseguiu alcançar a 6ª posição final, atrás do Mahindra de Pascal Wehrlein e do Nissan de Sébastien Buemi, tendo realizado a melhor corrida possível, recuperando três posições desde a partida.

E se Jean-Eric Vergne foi o único piloto a alcançar duas vitórias esta temporada, a DS Techeetah sai do Mónaco reforçada no comando por equipas, deixando também dois pilotos da DS nos dois primeiros lugares do campeonato de Fórmula E. Vergne passa para o comando, com 87 pontos, seguido pelo seu colega de equipa, André Lotterer com 82 pontos. Robin Frijns é agora o 3º classificado, com 81 pontos, enquanto António Félix da Costa está na 4ª posição com 78 pontos, à frente de Lucas Di Grassi que soma 70 pontos. Entre as equipas o comando é da DS com 169 pontos, seguida pela Envision Virgin com 135 e pela Audi Sport com 133.

scroll up