Miguel Oliveira fica às portas dos pontos

02 junho 2019

Foram 23 voltas intensas no Grande Prémio de Itália que este domingo teve lugar no Circuito de Mugello, com o estreante de MotoGP Miguel Oliveira a apresentar forte prestação. Depois de partir do 22º, e penúltimo lugar da grelha na sequência da qualificação algo azarada de sábado, Oliveira lutou pelos pontos ao longo de toda a corrida.

Contudo, e já na parte final da prova, o jovem de Almada viu-se batido por Karel Abraham, caindo para 16º. Oliveira ainda tentou depois superar Andrea Iannone, que vinha a perder ritmo, mas não encontrou os argumentos necessários e teve de se contentar com um resultado à porta dos pontos.

“Foi uma corrida dura no início e foi complicado controlar a moto com o depósito cheio,” começou por referir o piloto ACP. “Depois comecei a encontrar o meu ritmo e até fui rápido durante a corrida. As últimas cinco voltas tornaram a ser muito complicadas já que estava a perder aderência e não consegui atacar as posições nos pontos.”

“Seja como for, de forma geral a diferença para a frente não foi grande, o mesmo em relação ao Pol [melhor piloto KTM em 9º da geral], para quem a diferença não foi enorme. Creio que não esperava estar tão competitivo depois de um fim-de-semana duro, pelo que acabou por ser positivo. Aprendemos muito sobre a moto e vou com mais experiência para Barcelona,” rematou Miguel Oliveira.

scroll up