Oliveira estreia-se com 17º lugar

10 março 2019

Miguel Oliveira levou a cabo uma estreia muito positiva na categoria rainha do MotoGP este domingo sob as luzes artificiais do Circuito Internacional de Losail, tradicional palco da ronda de abertura do Campeonato do Mundo.

O jovem piloto ACP partiu para as 23 voltas do Grande Prémio do Qatar do fim da grelha, depois do motor se ter calado na grelha. Oliveira não tardou a ganhar terreno e ao cabo da primeira volta já rodava nos pontos, em 15º, e, volvidas mais duas voltas na mesma posição, voltou a ganhar terreno de forma gradual para chegar ao 13º lugar após a quinta passagem pela linha de meta.

Por esta altura Oliveira começou a isolar-se e a levar a cabo uma prova tranquila como melhor representante da KTM. Mas, mais significativo que isso, o jovem português rodava de forma muito consistente com tempos praticamente iguais aos dos líderes Andrea Dovizioso (Ducati), Marc Márquez (Honda) e Alex Rins (Suzuki) e, por vezes, até mesmo mais rápido.

Contudo, a sete voltas do final o pneu traseiro macio da KTM de Miguel Oliveira começou a perder qualidades e o jovem de Almada começou a perder ritmo. O primeiro a passar o português foi Pol Espargaró, seguindo-se depois Andrea Iannone (Aprilia), Johann Zarco (KTM) e Fabio Quartararo (Yamaha) que, depois de deixar a moto ir abaixo, viu-se obrigado a trocar a 5ª posição da grelha por uma partida do pit lane. Resultado final: 17º, o que não deixa de ser uma estreia de luxo e na qual voltou a mostrar os motivos pelos quais é tão bem visto no paddock do MotoGP.

Enquanto isso, na frente da corrida, as emoções eram mais que muitas. Dovi, Márquez, Rins e também Cal Crutchlow (Honda), este já na parte final da prova, impunham um ritmo impressionante e levando a cabo ultrapassagens de cortar a respiração. No final, e apesar de duas tentativas de Márquez, Dovizioso foi o mais forte, relegando o espanhol para segundo, enquanto Crutchlow tirou bom partido de um erro de Rins para fechar o pódio. Atrás do espanhol da Suzuki terminou Valentino Rossi (Yamaha).

scroll up