Quintanilla vence e sobe à liderança

13 janeiro 2019

Pablo Quintanilla foi quem melhor lidou com os 336 km cronometrados da especial de hoje, a primeira após o dia de descanso, e levou de vencida o dia mais longo da prova. O piloto da Husqvarna tirou muito bom partido da posição que ocupava à partida, fazendo uso dos trilhos traçados pelos que o antecederam para ganhar terreno de forma gradual.

Em WP1 o chileno já tinha recuperado nove posições ao passar com o quinto registo e partir daí foi a escalada até ao segundo posto onde deu continuidade ao animado despique que vinha a travar com Kevin Benavides desde a partida.

O argentino da Honda por essa altura era o líder, mas mais à frente viu-se batido por Quintanilla. Ainda assim, nem tudo estava decidido e o argentino voltou à carga para se colocar à frente do outro sul-americano mais uma vez. Contudo, o dia era de Quintanilla, que após o último WayPoint voltou à frente para não mais perder a posição até final.

À chegada Benavides teve de se contentar com a segunda posição, a 1:52s da frente, enquanto o terceiro lugar ficou a cargo de Mathias Walkner. O austríaco da KTM terminou a 4:21s do chileno.

Bem pior correu o dia para Ricky Brabec. O americano até chegou a rodar entre os primeiros, mas na parte final da especial acabou por cair na classificação e não conseguiu melhor que sexto lugar com a sua Honda, a 7:30s da frente. Um resultado que o fez perder a liderança para Quintanilla, estando agora a 4:38s do chileno. No terceiro lugar da geral está Toby Prive, enquanto Benavides é quarto.

scroll up