A cultura dos SUV pegou de estaca e virou moda na Europa

28 dezembro 2017

A grande tendência do mercado em 2017 esteve sempre ligada aos SUV compactos. A Alfa Romeo surpreendeu com o Stelvio, um SUV de design italiano, enquanto a Volvo respondeu ao estilo sueco com os novos XC 60 e XC 40. A BMW também está na corrida, mostrando o perfil do seu SUV mais pequeno, o novo X2, para além de ter antecipado o futuro com o Concept X7.

Nos carros de luxo e superdesportivos, a Lamborghini apanha a boleia dos SUV com o Urus e celebra os 100 anos do nascimento de Ferrucio Lamborghini com o “Centenário”. A Ferrari lançou o 812 Superfast, enquanto a Bentley mantem intacta a tradição com o novo Continental GT. A Aston Martin divulgou o novo DB 11. A Porsche lançou o novo Cayenne e mostrou tecnologia híbrida com o Panamera.

Forte presença em 2017 do Grupo VW. O “português” T-Roc fabricado em Palmela mostra a dinâmica dos pequenos SUV, depois de um Allspace e dos bem-sucedidos Polo e Golf, para além do topo de gama Arteon. A Audi eleva o estatuto do novo A8, depois de ter mostrado a nova família A5 com Coupé, Sportback e Cabrio. A Skoda entrou em força na moda SUV com o Kodiaq e Karoq.

A indústria coreana ataca o mercado europeu em força com a Hyundai a lançar a versão desportiva i30 N e a familiar i30 SW, não querendo perder a guerra dos SUV, concorrendo com o novo Kauai. A Kia também está na guerra com o Stonic, para além de uma aposta de qualidade no segmento Premium com o novo Stinger.

A Mercedes-Benz divulgou o AMG GT Concept e apostou nas pick-up com o Classe X, para além do Classe E ter recebido os novos Coupé e Cabrio. No Grupo PSA a Citroen faz forte aposta no C3 Aircross, enquanto a DS desvendou o “Super SUV” DS7 Crossback. A Seat não foge à paixão SUV com o novo Arona, depois de ter apostado tudo na nova geração do Ibiza. A Suzuki com o Swift, a Toyota com o Yaris e a Kia com o Picanto mostraram as suas novas propostas citadinas.

Os automóveis elétricos e híbridos também apresentaram novas sugestões, com os construtores europeus e asiáticos a admitirem uma mudança pragmática em relação ao futuro. A Toyota com o novo e eficiente Prius Plug-in e a Lexus com um poderoso LC 500, para além dos novos NX e CT. Totalmente elétrico e com autonomia aumentada, o novo Nissan Leaf promete surpresas. E enquanto a indústria automóvel não larga os motores a combustão, nem que seja numa fase de transição, o futuro elétrico vai tentando encontrar novas proposta e essencialmente novos ritmos.

scroll up