A Rolls-Royce já não é só para cinquentões

10 julho 2017

Os novos clientes da Rolls-Royce são cada vez mais jovens com uma média de idades a rondar os 45 anos. Quem o garante é o CEO da marca, Torsten Müller-Ötvös.

"Estamos a assistir, nesse segmento de indivíduos de crescimento ultra-alto, uma diminuição rápida na idade média. É fantástico… realmente é!", afirmou Müller-Ötvös.

Se em 2010 a idade média dos proprietários de automóveis Rolls-Royce era de 56 anos, atualmente a clientela da marca é mais nova. Mais nova até que em marcas como a BMW (média de 50 anos) ou a Mercedes (51 anos), para não falar da rival da "Rolls", a Bentley, que ainda em 2014 registava uma média de idades de compradores de 56.2 anos, ainda que este número tenha vindo a descer nos últimos anos.

Na opinião de Müller-Ötvös esta descida na linha etária dos novos clientes Rolls-Royce deve-se sobretudo aos "self-made millionaires", pessoas que estão a fazer fortuna cada vez mais cedo graças ao êxito nas suas carreiras profissionais ligadas a áreas como o mercado imobiliário, engenharia ou tecnologia.

Mas a própria marca também ter feito por cativar novos públicos com a introdução no mercado de modelos como o Wraith ou as variantes Black Badge, mais focadas nas performances e no design que acompanha as novas tendências.

scroll up