Audi e Mercedes são os melhores usados

26 março 2018

Analisados mais de 500 modelos com três ou mais anos de uso que em 2017 foram inspecionados num centro da Dekra, a marca mais fiável foi a Audi, seguida da Mercedes-Benz.

Aquela companhia alemã gere mais de 30 mil estabelecimentos de inspeções periódicas, analisando mais de 15 milhões de veículos todos os anos. E é do registo de todos todos os problemas detetados que sai este ranking dos automóveis mais fiáveis, por categorias.

Este ano foram estudados os resultados relativos a mais de 500 modelos com mais de três anos de circulação, divididos em quatro tipos de quilometragem: até 50.000 Km, entre 50.001 e 100.000 Km, entre  100.001 e 150.000 Km e entre 150.000 e os 200.000 Km.

Em termos de metodologia, dentro de cada um destes parâmetros foram analisados os resultados de pelo menos 100 exemplares por modelo da lista. Esta base de informação permite criar o índice de falhas DFI da Dekra, que faz a ponderação entre percentagem dos modelos sem problemas registados e modelos com problemas graves e a média das quilometragens, pois um maior uso leva a um óbvio maior desgaste e respetiva manutenção. 

De fora ficam os problemas e desgastes causados especificamente pelos condutores das viaturas e que, por isso, não estão diretamente ligados à qualidade dos veículos.

A Audi ganhou na maior parte das categorias, mas Mercedes também se conseguiu impor nos resultados

Destaque para os modelos A1 de 2010, (índice DFI de 82,6%), A3 de 2012 (91%), A4 de 2008 (87,7 pontos) e o A6 (94,6%), todos da Audi.

O Mercedes-Benz Classe M de 2011 liderou entre os todo-terreno, com 92,4 pontos, assim como a Sprinter conseguiu dominar também entre os grandes furgões comerciais.

scroll up