Compra da Opel pelo Grupo PSA ficou hoje concluída

01 agosto 2017

O Grupo PSA acaba de anunciar a conclusão do processo de aquisição da Opel e da Vauxhall - subsidiárias da GM – num projeto que foi assinado a 6 de março de 2017.

Com a integração da Opel e da Vauxhall, o Grupo PSA torna-se no segundo maior fabricante europeu de automóveis, registando uma quota de mercado de 17% no primeiro semestre do presente ano. Assente nesta transação e, a partir de agora, com cinco marcas automóveis complementares e bem posicionadas, o Grupo PSA irá fortalecer a sua presença nos principais mercados europeus. Ademais, esta ampliação da sua base irá contribuir para crescimento rentável, a nível internacional.

A partir de hoje, Opel e Vauxhall irão empenhar-se, com o apoio do Grupo PSA, na elaboração de um plano estratégico, com o objetivo de restabelecimento dos fundamentos económicos. As equipas da Opel e da Vauxhall irão apresentar este plano dentro de 100 dias, assegurando ainda a sua execução, sendo o mesmo impulsionado pelas sinergias geradas pelo novo Grupo, que se estimam em cerca de 1.700 milhões de euros por ano, a médio prazo.

Paralelamente a esta operação, a aquisição das operações europeias da GM Financial está em curso, mas ainda sujeita à validação pelos vários órgãos reguladores, prevendo-se que tenha lugar no segundo semestre do corrente ano.

Carlos Tavares, presidente do Conselho de Administração do Grupo PSA, afirmou: “Estamos hoje a assumir um compromisso para com a Opel e a Vauxhall numa nova fase no desenvolvimento do Grupo PSA. Este projeto tornou-se realidade em poucos meses e graças ao notável trabalho de um conjunto de equipas, a quem quero agradecer calorosamente. Vamos aproveitar a oportunidade de nos apoiarmos mutuamente e conquistar novos clientes, através da implementação do plano de performance que a Opel e a Vauxhall irão desenvolver. Em paralelo, a implementação da estratégia ‘Push to Pass’ continua a ser uma prioridade para as equipas, permanecendo focadas na realização dos objetivos definidos. Estamos confiantes na dinâmica que estas estratégias podem gerar, em benefício dos nossos clientes e dos nossos colaboradores.”

scroll up