Compra de carros dispara crédito ao consumo

23 novembro 2016

Novos empréstimos a famílias para fins diversos, incluindo a compra de automóvel, aumentaram 15% desde o início de 2015.

A concessão de crédito ao consumo cresceu 15% desde o início de 2015. O número é revelado no Relatório de Estabilidade Financeira do Banco de Portugal (BdP), que assinala que o aumento fica a dever-se, em larga medida, à compra de automóveis (que tinha caído a pique durante o período da troika).

O regulador realça ainda que esta evolução teve um contributo forte das instituições financeiras mais pequenas (que não pertencem ao chamado G8, o conjunto dos oito maiores bancos a operar em Portugal). Esses bancos de menor dimensão foram responsáveis por metade desse aumento dos novos empréstimos de crédito ao consumo.

A grande maioria dos novos devedores, sublinha a instituição liderada por Carlos Costa, são pessoas com pouca ou nenhuma dívida a bancos.

Este crescimento de 15% também encontra justificação no facto de, durante o período da troika, a concessão de crédito ter caído tanto que um aumento do valor absoluto, ainda que seja modesto, pode representar uma subida percentual expressiva.

scroll up