Faraday Future revela FF 91 no CES

05 janeiro 2017

A Faraday Future (FF) revelou no CES, em Las Vegas (EUA), o FF 91 (nove um), o primeiro carro de produção da marca. Contruído com base na exclusiva Plataforma de Arquitetura Variável (VPA, do inglês Variable Platform Architecture), o FF 91 pretende representar uma nova forma de mobilidade elétrica que combina a prestação de um supercarro, condução precisa, conforto e luxo com uma série de funcionalidades online única. Ou seja, o primeiro grande concorrente dos modelos comercializados pela Tesla.

Uma concorrência que começa precisamente pela VPA, que alguém de ser uma estrutura monobloco que agrega todos os elementos do chassis, alberga também flexível sistema de motor e as baterias, o que baixa o centro gravítico do carro e melhora os níveis de prestação. No total, e dependendo da configuração de propulsores adotada, este novo FF 91 debita uma potência máxima de 1050cv, o que permite uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 2,39 segundos, isto enquanto a autonomia anunciada é superior a 700 km.

Mas não é só por isto que o FF 91 impressiona. Se as linhas exteriores deixam claro a inspiração futurista que esteve na base deste modelo, o interior foi projetado a pensar no conforto e segurança total dos passageiros. A isto junta-se um sistema de conetividade único, com inúmeras possibilidades de personalização.

Condução totalmente autónoma, estacionamento sem condutor, radar Lidar, câmaras no lugar dos retrovisores, sincronização com os equipamentos móveis do utilizador, reconhecimento facial e bancos inspirados na NASA são apenas algumas das características inovadoras que o FF 91 apresenta. “Kit, vem-me buscar!” é, em suma, uma frase que podemos finalmente dizer com este carro.

Para já ainda só é possível efetuar reservas (5.000 dólares), sendo que as primeiras 300 reservas vão ter a oportunidade de fazer um upgrade para a exclusiva série de lançamento, a Alliance Edition, que estará disponível a partir de março de 2017.

scroll up