Ford recua e investe em fábrica nos EUA

03 janeiro 2017

A Ford detalhou hoje sete dos 13 novos veículos elétricos que vai introduzir no mercado mundial nos próximos cinco anos, incluindo versões híbridas do icónico F-150 pickup e do Mustang nos EUA, um plug-in híbrido Transit Custom Van na Europa e ainda um SUV totalmente elétrico que irá ter uma autonomia de pelo menos 480 quilómetros. Os planos incluem ainda a produção de um veículo autónomo. 

Com este anúncio, o gigante norte-americano revelou planos para investir 700 milhões de dólares na expansão da fábrica de Flat Rock, no estado do Michigan, com a introdução de alta tecnologia autónoma para a produção de veículos elétricos, juntamente com o Mustang e Lincoln Continental. A expansão vai criar 700 novos empregos diretos.

Com esta decisão, a Ford recuou no investimento de 1,6 mil milhões de dólares previsto para o México, depois de várias críticas do presidente eleito, Donald Trump. Em conferência de imprensa, o chefe-executivo da Ford, Mark Fields, justificou este recuo em parte "por causa de uma melhor gestão do parque de produção da Ford", mas também admitiu que se deve "às taxas pró-crescimento e políticas regulatórias anunciadas por Trump". 

Estes planos são parte de um investimento total de 4,5 mil milhões de dólares em veículos elétricos até 2020, de forma a oferecer aos clientes uma maior eficiência de combustível, capacidade e potência em toda a linha global de veículos da marca.

scroll up