Há tubarões escondidos no novo Opel Crossland X

29 março 2018

Nesta Páscoa a Opel propõe um exercício diferente a quem gosta da tradição de esconder ovos da Páscoa no jardim para as crianças procurarem. Com previsões meteorológicas menos animadoras, a solução para evitar a chuva e o frio pode estar num passeio de automóvel, entretendo crianças e adultos com o desafio de encontrarem pequenos tubarões gravados no habitáculo. O famoso peixe já existe há anos nos modelos ADAM, Corsa, Astra, Insignia e Zafira. Agora, infiltrou-se também no Crossland X e no Grandland X…

Mas o que é que deu origem à grande popularidade dos tubarões escondidos nos Opel, há mais de dez anos? Tudo começou num domingo à tarde, em 2004, quando Dietmar Finger, ensaiava uns esboços para o novo Corsa. Este designer da Opel trabalhava na parede do lado direito da gaveta do porta-luvas - uma secção pouco interessante visto que fica escondida a maior parte do tempo pela porta do passageiro da frente.

Mas a importância da peça é crucial para a estabilidade do portaluvas, sendo reforçada com veios moldados no plástico. Finger traçava esses veios quando o filho se aproximou, observou o esboço e opinou: «Papá, por que não desenhas um tubarão?» O desenhador decidiu experimentar e deu aos veios o formato de um tubarão. No dia seguinte mostrou o resultado ao então desenhador-chefe do Corsa, Nils Loeb, que não hesitou um segundo em aceitar a ideia. E assim nasceu uma nova corrente. O tubarão do porta-luvas entrou em produção em série e multiplicou-se por centenas de milhares de automóveis.

scroll up