Interiores da Bentley desagradam aos clientes vegan

12 maio 2017

A Bentley está a explorar materiais alternativos para os seus interiores. Isto porque reconhece que algumas unidades que saem das suas instalações podem conter até 20 tipos distintos de pele de origem animal, o que desagrada a alguns dos seus clientes que adotaram um estilo de vida vegan.

Para contornar a situação e continuar a satisfazer estes clientes que considera representarem “o pico de uma tendência”, a marca de luxo britânica está a estudar alternativas aos materiais tradicionais.

Entre os materiais investigados, existem várias possibilidades como a pele sintética, pele de origem vegetal à base de cogumelos e materiais que apresentam caraterísticas semelhantes às peles de alforrecas e medusas. Será que, para além de cativar clientes vegetarianos, poderá ser o início de uma mudança mais definitiva no design dos interiores dos automóveis?

A Bentley não é a única marca a explorar alternativas no que toca a materiais aplicados aos interiores automóveis. A Range Rover, com o Velar, também procura afastar-se da tradicional pele, apostando numa nova geração de tecidos.

scroll up