Lisboa vai aumentar total de estacionamento pago

24 julho 2017

Segundo o Diário de Notícias, a Câmara de Lisboa pretende aumentar em 30 mil lugares o total de estacionamento pago em Lisboa, que assim vai subir dos atuais 54 mil lugares para os 84 mil. Isto numa altura em que a cidade tem perdido lugares de estacionamento devido às muitas obras que estão a decorrer, recorda aquele matutino. 

Nas contas do DN, todos os dias entram 360 mil viaturas no concelho (mais as viaturas dos residentes) havendo apenas 200 mil lugares disponíveis. Destes, cerca de 25% são geridos pela EMEL, mas segundo promessa do Executivo de Fernando Medina esta proporção irá em breve passar para os 42% de lugares de estacionamento a ser geridos por aquela empresa municipal. Isto é, pagos. O que, segundo reportagem do DN, gera muito descontentamento entre os moradores e trabalhadores das zonas afetadas. 

Os mais recentes alvos do estacionamento pago foram as freguesias de Belém, Ajuda, Campolide, São Vicente, Penha de França, Beato, Areeiro, Marvila, Parque das Nações, Lumiar e Santa Clara. E as freguesias de Alvalade, Carnide, Parque das Nações e São Domingos de Benfica viram aumentado o seu total de ruas com estacionamento pago. 

De acordo com o DN, "no ano passado, a EMEL teve receitas de mais de 30 milhões de euros, entre os parquímetros e as multas cobradas. Os bloqueios e contraordenações corresponderam a 5,5 milhões de euros. Os lucros são usados pela cidade para as obras nas estradas e ruas e agora também para financiar a Carris, que desde fevereiro está sob a alçada da CML".

scroll up