Nissan LEAF viaja de Lisboa a Marraquexe

08 novembro 2016

O português Henrique Sánchez partiu esta terça-feira rumo a Marraquexe ao volante de um Nissan LEAF 100% elétrico, numa iniciativa que liga também dois grandes eventos: a Web Summit em Lisboa e a COP22, a cimeira mundial sobre as alterações climáticas que está a realizar-se naquela cidade de Marrocos.

No total da viagem de ida até Marraquexe e regresso a Lisboa, o 100% elétrico Nissan LEAF vai cumprir mais de 2.600 km, atravessando as fronteiras de três países em dois continentes. Este percurso que há poucas décadas se realizava apenas em veículos todo-terreno é agora desafiado aos comandos do automóvel 100 por cento elétrico mais vendido em todo o mundo, o Nissan LEAF.de 30kWh - com uma autonomia de 250km (ciclo NEDC) entre carregamentos.

A simbólica partida foi dada no Parque das Nações, bem junto à WEB Summit. Uma opção que não é inocente, como sublinha o fundador da UVE – Utilizadores de Veículos Elétricos de Portugal: “Quisemos também ligar dois grandes eventos mundiais: a WEB Summit, claro, mas também a COP22 que decorre em simultâneo na cidade de Marraquexe. Uma cimeira que é absolutamente decisiva para o futuro do planeta, pois tem como objetivo implementar o acordo do clima de Paris”.

A participação de Portugal na iniciativa é uma ideia da UVE – Utilizadores de Veículos Elétricos que, desde a primeira hora, contou com o apoio da Nissan Portugal. “Por isso, aqui estamos nós a encetar uma viagem de mais de 2.600 quilómetros (ida e volta) aos comandos do Nissan LEAF. Com as estruturas de carregamento existentes e com a planificação que foi feita, estamos convencidos que vamos cumprir com sucesso esta operação. Com esta iniciativa, pretendemos sensibilizar o mundo que a mobilidade elétrica é decisiva para o futuro do planeta e que, hoje, já não é apenas uma solução para as cidades”.

Em Portugal e considerando o incentivo de 2.250 euros no âmbito da Fiscalidade Verde, o Nissan LEAF está disponível em toda a rede de concessionários Nissan a partir de um preço recomendado de venda a público, com campanhas promocionais em vigor, de 22.765 euros, IVA incluído. Acrescem poupanças anuais em sede de tributação autónoma, dedução do IVA para profissionais liberais e empresas, isenção de imposto de circulação (IUC), custos de manutenção muito reduzidos – face a um veículo equivalente com motor térmico – e custos de energia de apenas cerca 1,50 euros por cada 100 km.

scroll up