Opel Ampera-e chega primeiro à Noruega

14 dezembro 2016

A Noruega é o primeiro país europeu a receber o revolucionário Opel Ampera-e, uma prioridade que reflete a preferência da marca em iniciar a comercialização deste modelo nos mercados mais expressivos do ponto de vista da mobilidade elétrica.

Depois da entrega dos primeiros Ampera-e na Noruega, na próxima primavera, arrancam as vendas na Alemanha, França, Holanda e Suíça. Os restantes países seguir-se-ão no final de 2017 ou durante o ano de 2018, à medida que o volume de produção for aumentando.

A escolha do mercado norueguês para inaugurar a fase de encomendas do Ampera-e prende-se com o facto de se tratar do país onde a mobilidade elétrica é mais popular, devendo atingir em breve um total de 100 mil veículos elétricos em circulação.

Naquele país veículos elétricos estão isentos de impostos sobre a aquisição e pagam uma taxa de circulação baixa, além de também não pagarem as passagens em ferries, portagens ou estacionamento urbano, ao mesmo tempo que podem utilizar as faixas ‘Bus’ destinadas a autocarros.

Graças a estes incentivos, há vários anos que o mercado norueguês tem a maior penetração de veículos elétricos do mundo, a qual ascendeu a 22 por cento em 2015, tendo mesmo superado 30 por cento em algumas regiões do país.

O Opel Ampera-e redefine a mobilidade elétrica ao apresentar uma autonomia superior a 500 quilómetros (mais 100 km do que a autonomia do seu mais direto concorrente neste segmento), embora esta seja variável de acordo com o tipo de condução adotado, além de depender de fatores externos como a temperatura ambiente e a configuração da estrada.

No que diz respeito ao recarregamento das baterias, o Ampera-e ganha cerca de 150 km de autonomia (valor médio medido de acordo com o ciclo NEDC) em apenas meia-hora num posto público de carga rápida de corrente contínua a 50 kW.

scroll up