UMinho cria sistema inteligente de gestão rodoviária

05 janeiro 2017

O projeto "SustIMS", coordenado pela Escola de Engenharia da UMinho e que conta com um financiamento superior a um milhão de euros, "permite às concessionárias garantir, através de um único sistema, a gestão mais sustentável das suas estruturas, como pontes, pavimentos, taludes, muros e equipamentos de telemática".

Segundo aquela instituição, o projeto, "ao agregar informações de várias fontes", facilita a tomada de decisões dos especialistas, permitindo "por exemplo, prever com maior exatidão a deterioração de cada infraestrutura, ajudando na definição de novas estratégias de conservação e reabilitação ou no agendamento de inspeções mais regulares".

O "SustIMS" inclui ainda um sistema de deteção, que será instalado em pontos críticos das infraestruturas, com o objetivo de identificar e alertar para incidentes em tempo real: "Há pessoas que, após a ocorrência de um acidente, continuam o seu percurso, sem sequer o reportarem. Isso não é vantajoso para as concessionárias e, até hoje, não existia nenhum 'software' para o efeito", aponta coordenador do projeto e líder da Rede Europeia Ação COST TU 1406 - Quality Specifications for Roadway Bridges, José Campos e Matos.

Desta forma, explica a UMinho, aquele sistema permite "reduzir acidentes e custos associados à deterioração de infraestruturas" devido ao "potencial elevado de previsão". "A necessidade de manutenção será cada vez maior, fruto de uma construção excessiva em pouco tempo, do elevado tráfego e da exposição ambiental", realça o também investigador do Instituto para a Sustentabilidade e Inovação em Estruturas de Engenharia da UMinho (ISISE).

O "SustIMS - Sustainable Infrastructure Management System" resulta de uma colaboração entre a UMinho, a Ascendi e a Universidade Nova de Lisboa. Da Escola de Engenharia da academia minhota estiveram envolvidos cientistas do ISISE, do Centro ALGORITMI e do Centro do Território, Ambiente e Construção.

scroll up