Baja: FIA e ACP apoiam equipa feminina

28 outubro 2016

Emma Gilmour e Sandra Labuscagne estão a correr na 30ª edição da Baja Portalegre 500 ao volante de um Polaris RZR 1000, na categoria T3. E ao olhar para os autocolantes do carro desta equipa feminina, há um que se destaca: Women in Motorsport, a comissão da Federação Internacional Automóvel (FIA) criada exclusivamente para promover e analisar a presença das mulheres no desporto motorizado. Apoiante desde a primeira hora desta iniciativa, o ACP ofereceu a inscrição desta equipa. 

Para aqui chegarem, Emma e Sandra participaram num árduo e concorrido processo de seleção, gerido pela ex-piloto Michèle Mouton, que preside à Women in Motorsport. "Soubemos desta iniciativa no ano passado, concorremos e tivemos a sorte de ganhar o concurso. Eu como piloto e a Sandra como navegadora", contou Emma ao Autoclube. 

Esta é a segunda prova em que participam numa prova integradas neste projeto, sendo a primeira vez que guiam este carro: "está uma enorme aprendizagem e uma grande experiência para nós".

Sobre a iniciativa da FIA e do ACP, não poupam elogios, pois "não somos muitas a competir por isso acho que, com a comissão Women in Motorsport e a FIA a encorajar e apoiar mais mulheres, as raparigas mais novas conseguem crescer a ver outras mulheres a competir e isso será um incentivo importante para elas".

Emma e Sandra não se circunscrevem ao cliché de que este é um mundo só para homens. "É claro que quando olhamos para a lista de inscritos de uma prova vê-se muitos mais homens do que mulheres, mas não há nenhuma razão para considerar por causa disso que este é um mundo só para homens, pois os carros dão-nos todas as a possibilidades de competir em pé de igualdade com eles". Ainda assim, baixam as expetativas quanto aos objetivospara esta baja: "chegar ao fim, aprender muito, ganhar experiência e ter a melhor classificação possível".

scroll up