Categórica vitória de Pedro Meireles em Mortágua

17 setembro 2016

O primeiro dia do Rali de Mortágua mostrou desde muito cedo que Pedro Meireles estava com disposição de controlar os acontecimentos. O piloto do Skoda venceu a primeira especial, sendo no entanto surpreendido pelas respostas de José Pedro Fontes (Citroen DS3), vitorioso no segundo troço e também pelo primeiro triunfo em especiais de Miguel Barbosa que em ano de estreia no CNR levou o seu Skoda Fabia R5 a triunfar na terceira especial da prova. E foram precisamente estes pilotos que no final preencheram o pódio do Rali de Mortágua. Meireles subiu ao lugar mais alto, seguido por José Pedro Fontes a 31,5 segundos e por Miguel Barbosa a 1m16,4, que conquista em Mortágua o primeiro pódio da sua carreira no Campeonato Nacional de Ralis.

E se o vencedor conquistou quatro vitórias em especiais de classificação, o campeão nacional José Pedro Fontes obteve duas vitórias, enquanto Miguel Barbosa, Carlos Vieira e Carlos Martins registaram um triunfo cada nos troços de Mortágua. Já a 2m42,1 do vencedor, Carlos Martins levou o Citroen DS3 R5 ao 4º lugar da classificação geral, enquanto João Barros (Ford Fiesta R5), obteve a 5ª posição. No “Grupo N” o triunfo pertenceu a Vítor Ribeiro em Mitsubishi Lancer Evo IX e nas duas rodas motrizes a sorte sorriu a Gil Antunes em Renault Clio R3, depois de um duelo ao segundo travado entre António Costa e Paulo Neto, interrompido no derradeiro troço do rali com o abandono dos dois pilotos.

Quando faltam apenas duas provas para o final do campeonato José Pedro Fontes lidera com 141 pontos, seguido por Pedro Meireles com 115, os dois candidatos ao título de 2016. O 3º lugar é ocupado por Miguel Campos com 71 pontos, seguido de perto por Miguel Barbosa com 69,75 pontos. João Barros é o 5º classificado agora com 53,75 pontos. A próxima prova do calendário, o Rali Casino de Espinho, está agendada para 14 e 15 de outubro.

scroll up