Em 2018 o desporto automóvel conduziu emoções até ao fim

19 dezembro 2018

Lewis Hamilton e a Mercedes dominaram na Fórmula 1. Um WRC muito emotivo, consagrou Ogier entre os pilotos e a Toyota nos construtores, com 3 pilotos e 3 marcas na discussão até à Austrália. Miguel Oliveira foi vice-campeão de Moto2 e Marc Márquez conquistou mais um título de Moto GP. Em Portugal Armindo Araújo alcançou o seu 5º título e a Hyundai venceu em ano de estreia. No Todo Terreno, João Ramos e a Toyota Hilux foram pela 1ª vez campeões nacionais.

Não há nada a dizer do domínio de Hamilton e da Mercedes na Fórmula 1. O piloto britânico somou este ano 5 títulos mundiais e a Mercedes venceu pela 5ª vez consecutiva. Para sublinhar a sua autoridade, Hamilton triunfou em 11 Grandes Prémios, deixando o seu principal rival, Sébastien Vettel, a considerável distância, tanto em pontos somados, como em vitórias alcançadas em 2018.

No WRC as contas fizeram-se mesmo até ao fim, com a Austrália a acabar por ser o rali de todos os títulos. No forcing final, Neuville e Tanak ficaram pelo caminho e foi Ogier que saboreou o 6º título da sua carreira, numa despedida emotiva da M-Sport. Entre os construtores, foi a Toyota que falou mais alto, conquistando o título coletivo.

Nas duas rodas Miguel Oliveira esteve mais uma vez no centro das atenções no campeonato de Moto 2, fechando a época em alta, através de mais uma vitória em Valência. O piloto português conquista o vice-campeonato, só atrás do campeão Francesco Bagnaia, O piloto ACP estará em 2019 a disputar a categoria máxima em Moto GP, onde este ano o espanhol Marc Márquez voltou a ser campeão.

Por cá o título de ralis também foi discutido até à derradeira prova do campeonato. No Rallye Casinos do Algarve, Armindo Araújo subiu ao lugar mais alto do pódio conquistando o seu 5º título absoluto e o primeiro para a Hyundai. José Pedro Fontes (Citroen) foi o 2º do campeonato e Ricardo Teodósio (Skoda) o 3º classificado do CPR.

No Todo Terreno, a Baja Portalegre 500, organizada pelo ACP voltou a ser decisiva nas contas do título. Com 4 candidatos à partida, foi João Ramos em Toyota Hilux que fez a festa nacional.

scroll up