Grande corrida de Miguel Oliveira na Alemanha

02 julho 2017

Volta mais rápida e recorde do circuito de Sachsenring em corrida, recuperação desde o sétimo até ao primeiro posto que discutiu até à derradeira passagem sobre a linha de meta e escassos 0.066s de diferença para o vencedor são os destaques após mais uma brilhante corrida de Miguel Oliveira no campeonato do mundo de Moto2 que lhe valeu o regresso ao terceiro posto do campeonato a 22 pontos do segundo, recuperando 20 pontos nessas mesmas contas.

Arrancando na sexta posição para 29 voltas aos 3.671 metros do traçado, Miguel Oliveira não se incomodou com o facto de ter perdido uma posição face ao posicionamento na grelha de partida e na terceira volta era sexto para dar início a uma recuperação que o levou ao primeiro posto na entrada para a última volta. Até lá chegar Miguel Oliveira assinou o novo recorde do circuito na décima volta (1m24.483s) quando era já terceiro e recuperava de forma demolidora para o líder do pelotão uma desvantagem que chegou a rondar os três segundos nos primeiros momentos de corrida.

Entre a 12ª volta e a bandeira de xadrêz o piloto de Almada andou sempre junto ao comandante e passou mesmo para a frente na entrada para a derradeira volta, mas o adversário respondeu de forma eficaz e segurou a primeira posição ao longo da derradeira volta para deixar Oliveira em segundo a 0.066s do primeiro posto naquele que foi o terceiro pódio de Miguel Oliveira no campeonato do mundo de Moto2 para igualar o segundo posto da Argentina.

"Tinha que tentar pelo menos uma vez e foi o que fiz. O Franco é muito forte nas travagens e não facilitou. Entrei na última volta em primeiro mais ele respondeu de imediato no final da recta da meta. Sabia que era muito forte no final da descida mas ele protegeu bem no final. Queria ser terceiro antes das férias e conseguimos, foi pena ter ficado tão perto da vitória mas foi muito bom."

Palavras de Miguel Oliveira no final de uma corrida onde mais uma vez mostrou a evolução da sua KTM Moto2 e onde recuperou a terceira posição do campeonato ao mesmo tempo que se tornou no piloto mais rápido de sempre em corrida com uma Moto2 na curta pista germânica. O mundial ruma agora para o seu habitual período de férias regressando no dia 6 de Agosto no circuito de Brno na Républica Checa.

scroll up