Hamilton sobressai no mau tempo de Barcelona

01 março 2018

Antes da Austrália, para afinar motores, suspensões, aerodinâmicas e muito mais equipas e pilotos de Fórmula 1 começaram a "aquecer" os motores no circuito espanhol da Catalunha. Os quatros dias de testes decorreram com mau tempo, que afetou as prestações dos pilotos. Chuva, gelo e até neve impediram as melhores conclusões para todas as equipas.

O novo Ferrari, considerado até agora como o principal opositor da Mercedes, tem atraído as atenções em Barcelona com Sebastian Vettel a ser o melhor no 2º dias de testes. Contudo, o germânico acabou depois por ser batido pelo Campeão do Mundo Lewis Hamilton e pelo Mercedes W09 no final do teste. O britânico acabou por assinar a melhor marca dos quatro dias de trabalho com três décimos de segundo de margem para alemão.

Mas se Mercedes e Ferrari vão dominando as atenções, a McLaren acabou por surpreender. Stoffel Vandoorne foi o segundo melhor desta quinta-feira com o MCL33, o que lhe permitiu terminar os quatro dias de trabalho com a terceira melhor marca.

Max Verstappen apresentou excelentes evoluções ao colocar o Aston Martin Red Bull RB14 na quarta posição, com Fernando Alonso a reforçar o que parece ser o bom momento de forma da McLaren ao fechar o Top 5.

O polaco "polivalente" Robert Kubica (piloto de reserva) vai mostrando resultados com o Williams FW41, que monta motor Mercedes, em dias de testes pouco apropriados para quem quer testar a fundo um F1.

A novidade da época é sem dúvida o regresso da Alfa Romeo, um histórico da F1, que vai utilizar motor Ferrari e chassis Sauber.

A Renault, para além de fornecer motores à Red Bull e à McLaren tem aspirações legitimas com o seu novo RS18.

Até Melbourne, no último domingo de março, há certamente muito trabalho a fazer, com Barcelona a receber ainda mais uma sessão de testes que bem precisa de contar com melhores condições climatéricas.

scroll up