Hamilton surpreende e vence F1 em Sochi

29 setembro 2019

A Ferrari parecia estar no bom caminha para colocar ponto final no domínio da Mercedes no Autódromo de Sochi, mas foram precisos apenas alguns segundos para a marca italiana perder todas as possibilidades de vitória.

Sebastien Vettel surpreendeu ao saltar da terceira posição da grelha para a liderança da corrida depois de bater o colega de equipa e homem da pole, Charles Lecrec, e Lewis Hamilton (Mercedes).

Vettel recebeu ordens da equipa para ceder a liderança ao colega de equipa, mas não levantou pé e, após muita discussão, e para consternação de Lecrec, a dupla entrou no ritmo até à paragem nas boxes.

Lecrec parou primeiro e assinou depois uma sequência de voltas rápidas que bastaram para superar Vettel e regressar ao primeiro posto. Mas ao regressar à pista após a ida às boxes Vettel deparou-se com problemas de potência e teve de encostar.

Mas o pior estava ainda para vir para a Ferrari, com o abandono a provocar a entrada em ação do Safety Car virtual, o que neutralizou a corrida.

Isto permitiu a Hamilton, cuja equipa o tinha instruído para aumentar o período em pista com os pneus médios, garantir o que acabou por ser uma paragem gratuita nas boxes. O britânico entrou para montar pneus macios e regressar à pista confortavelmente à frente de Leclerc, com o Mercedes de Valtteri Bottas a aproveitar também a oportunidade para trocar de pneus e regressar à pista em terceiro.

O Safety Car acabou depois por ter de entrar mesmo em pista quando George Russel sofreu o que pareceu ser um problema de travões e acabou com o Williams nas barreiras de proteção. A Ferrari aproveitou a oportunidade para fazer entrar Leclerc para trocar para borrachas macias, caindo para trás de Bottas, mas com esperanças de recuperar ao longo das 20 voltas que ainda faltavam disputar.

Contudo, Leclerc não conseguiu aproximar-se o bastante para atacar Bottas, enquanto Hamilton rodou tranquilo na frente da corrida de tal forma que também assinou a melhor volta da corrida e garantiu o ponto extra.

Com a nona vitória do ano o britânico aumentou a vantagem na frente do campeonato para 73 pontos quando faltam disputar cinco Grandes Prémios. Bottas foi segundo e Leclerc terceiro.

Max Verstappen foi quarto, seguido do colega de equipa na Red Bull Alexander Albon a fechar o Top 5. Carlos Sainz (McLaren), Sergiu Peres (Racing Points), Lando Norris (McLaren), Kevin Magnussen e Nico Hulkenberg foram os nomes que se seguiram

scroll up