Latvala defende liderança no México

08 março 2017

Depois das duas primeiras rondas em solo europeu, em Monte Carlo e na Suécia, é chegada a altura do Campeonato do Mundo de Ralis fazer a primeira incursão intercontinental e cruzar o Atlântico para disputar o Rally do México.

Pela primeira vez em precisamente três anos, Jari-Matti Latvala chega ao México na liderança da classificação geral. Agora aos comandos do Toyota Yaris WRC, o finlandês, tal como em 2014, vem de uma vitória e destronou Sébastien Ogier da liderança do Mundial. Além disso, Latvala deu já excelentes mostras das capacidades do Yaris e provou que a marca nipónica é claramente um nome a ter em linha de conta ao longo de toda esta temporada, não tivesse ele já sido segundo em Monte Carlo.

Enquanto isso, o tetra-Campeão do Mundo, agora ao volante de um Ford Fiesta WRC ’17 vai tentar recuperar o terreno perdido. No ano em que defendeu o título pela primeira vez, Ogier conseguiu recuperar a liderança da geral logo no México, mas o nível de competitividade dos vários construtores este ano deixa antever tarefa mais complicada.

Mas as atenções não recaíram apenas sobre estes dois pilotos. Ainda do lado da Ford, Ott Tanak terá certamente palavra a dizer depois de um terceiro e um segundo lugar neste início de época. Além disso, o estónio deverá certamente querer apagar definitivamente o azar do ano passado que o levou a cair com o seu Fiesta num lago após uma saída de estrada.

Já no que toca às restantes marcas, a Hyundai vai em busca do primeiro pódio. Olhando aos resultados mais recentes, Dani Sordo parece ser quem está em melhores condições para o conseguir dada a sua regularidade, mas Thierry Neuville já por duas vezes liderou ralis este e agora tem apenas de evitar erros desnecessários e caros.

Semelhante é o que se passa na Citroën. Craig Breen tem sido o melhor representante da marca, enquanto Kris Meeke tem deixado muito a desejar. O britânico também não está a apresentar bom início de temporada e, como o belga da Hyundai, ainda tem de garantir um resultado nos dez primeiros.

A prova mexicana disputa-se entre 9 e 12 de março com pilotos e máquinas a competirem ao longo de 370,46 km cronometrados ao longo de 19 especiais.

scroll up