Loeb assina primeira vitória do ano

09 janeiro 2018

A Peugeot voltou a responder à Toyota ao levar de vencida a especial de hoje do Dakar, uma vez mais com o pleno no pódio. Contudo, desta feita a vitória ficou a cargo de Sébastien Loeb, que este ano ainda não tinha garantido nenhum triunfo em especiais.

O francês entrou ao ataque desde o primeiro momento para se colocar na liderança da classificação e fazer crescer a vantagem ao longo do dia. O compatriota Stéphane Peterhansel foi o único que conseguiu acompanhar o ritmo, chegando mesmo a assumir o comando em CP3, mas Loeb não se ficou e no CP seguinte já estava de regresso à primeira posição.

Enquanto isso, o “Senhor Dakar” levantou o pé para terminar na terceira posição a 3m16s do compatriota. Entre os dois ficou outro grande nome do Dakar e dos ralis. Carlos Sainz, que depois de ter sido o terceiro a partir foi cronometrado em WP1 na 16ª posição, teve de correr atrás do prejuízo para recuperar terreno de forma gradual e a verdade é que conseguiu. Em CP3 rodava no terceiro posto para depois anular cerca de três minutos e meio de atraso para reclamar o intermédio do pódio a 1m35s do colega de equipa.

Para esquecer foi o dia de Nasser Al-Attiyah. O qatari da Toyota parou ao cabo de 204 quilómetros de especial com problemas para reatar depois a corrida, mas a ritmo lento. A perda de tempo foi tal que acabou por terminar com 54m21s de atraso para o primeiro, o que deixa quase sem possibilidades de almejar nova vitória na prova. Quem também perdeu tempo devido a paragem foi o seu colega de equipa Giniel de Villiers. O sul-africano parou ao cabo de 226 km (ao lado de Al-Attiyah que teve de fazer uma segunda paragem), o que se traduziu num “estrago” final de 1h13m40s.

Azar também para Cyril Despres. O quarto homem da Peugeot também parou e perdeu muito tempo, de tal forma que ainda nem foi cronometrado em CP3.

Quem está recuperar é Carlos Sousa. O português do Renault Duster ainda não terminou, mas era 16º à passagem por CP3.

Com estes resultados, a liderança da geral continua a cargo de Peterhansel, com Loeb em segundo (+6m55s) e Sainz em terceiro (+13m06s). Curiosamente, Al-Attiyah é quarto (+58m48s), o último a menos de uma hora da frente, enquanto o Top 5 é completado por Bernhard Tem Brinke (1h10m24s).

scroll up