MINI preparou Dakar com exercício em Portugal

29 dezembro 2016

Para o Rally Dakar 2017 a MINI vai fazer alinhar oito formações. Todos os MINI de competição e as respetivas equipas de dois elementos (piloto e navegador) contam com o apoio total do parceiro da MINI Motorsport, a X-raid, e do seu excelente pessoal – técnicos, pessoal medico, condutores dos veículos de assitência, assessor de imprensa e mais. Em boa verdade, é uma grande família, com todos a darem assistência e a partilharem de forma a que seja possível atingir o objetivo e vencer o Rally Dakar. Bem-vindo à Família MINI.

Para tornar a Família MINI numa unidade completa e absolutamente funcional – para se conhecerem melhor, desenvolverem uma maior atenção e partilharem necessidades, e aprenderem mais sobre o lado técnicos dos seus carros – todos os anos antes do Rally Dakar a X-raid organiza exercícios de teambuilding que são postos em prática pela “Família MINI”.

Na última jornada da Taça do Mundo FIA de Ralis de Todo-o-Terreno, a Baja Portalegre 500, em Portugal, o exercício consistiu na inversão de papeis entre pessoal técnico e duplas de pilotos. O CEO da X-raid, Sven Quandt, transformou-se em fisioterapeuta e fotógrafo da equipa. Stephan Schott trocou os comandos do seu carro pelo papel de assessor de imprensa. Já o piloto Mikko Hirvonen partilhou funções de técnico com os navegadores Paulo Fiúza e Peter Mortensen, enquanto o também navegador Tom Colsoul ficou responsável pela logística do evento.

A conclusão é que a troca de papeis foi um bom plano porque os anos combinados de experiência em outras funções foram postos a bom uso e resultaram em sucesso: o MINI ALL4 Racing de Ricardo Porém e Filipe Palmeiro foi o vencedor da Baja Portalegre 500! Sem surpresas, ficaram todos eufóricos com o resultado. Mikko Hirvonen ficou tão contente como a dupla vencedora: “Diverti-me muito com o meu trabalho como mecânico. Vi que podemos sempre melhorar.”

Outro exercício de teambuilding antes do Rally Dakar 2017 teve lugar em Lisboa. Para esta ocasião a Família assumiu os comandos de clássicos e originais Minis. O tempo passado a trabalhar nos carros, numa oficina, no início do evento foi bem gasto, isto porque pilotos e navegadores tiveram depois de se fazer à estrada.

Só muitos quilómetros depois, e à noite, é que a Família chegou ao ponto de paragem seguinte e montou as tendas. Sem surpresas, a aventura do acampamento foi muito similar à Etapa Maratona do Rally Dakar, onde a família trata de si própria, atendendo à necessária assistência dos carros e cozinhando. A única verdadeira diferença foi que esta noite deu direito a ainda menos horas de sono!

Ao longo dos dias que se seguiram a viagem da Família envolveu muitos outros “testes” e experiências. O grupo visitou a fábrica da Delta Cafés para ficar a conhecer como se seleciona café, o que acabou por resultar na Família a produzir a sua própria mistura de café.

Seguiu-se uma descida de Kayak num rio. Não se tratou apenas de um evento divertido. A Família teve de transportar o Kayak e todos os materiais necessários para construir uma ponte que permitisse o cruzamento do rio. Esta “ponte” não se destinava apenas a permitir a travessia a pé da Família, mas sim dos clássicos Minis também.

Depois disso a Família chegou à famosa Coudelaria de Alter do Chão, que envolveu boleias a cavalo e, após isso, um Mini de 45 anos a competir contra um cavalo. É claro que o Mini ganhou.

Comentando os eventos de teambuilding, Sven Quandt, CEO da X-raid, disse: “Divertimo-nos muito. Por outro lado, tenho de admitir que a primeira noite com os Minis foi muito difícil porque vivemos uma noite como no Dakar, mas com menos horas de sono. O momento alto, para mim e creio que para todos, foi a construção da ponte e a travessia do rio. Aqui mostrámos que todos nós somos capazes de trabalhar juntos, mesmo em situações mais stressantes.”

Para os espectadores, pode parecer que o Rally Dakar é uma corrida de 13 dias a fundo – dois homens num carro a pilotar e navegar até à linha de meta num tempo mais rápido que os dos demais concorrentes. Têm razão... Mas ao mesmo tempo estão errados. Competir no Rally Dakar é muito, muito mais que isso e envolve meses de planeamento e preparação por parte de cada membro da Família MINI. Uma família que partilha a paixão e determinação por competir na mais dura, mais longa e fisicamente mais exigente corrida de resistência do mundo do desporto motorizado.

scroll up