Peterhansel venceu e Peugeot dominou no dia não da Toyota

04 janeiro 2017

Depois do azar que bateu à porta de Nasser Al-Attiyah ao arrancar uma roda da sua Toyota, Peterhansel apareceu mais cedo do que se previa, embora seja um eterno favorito à vitória, averbando importante triunfo. A Peugeot dominou o dia, com Carlos Sainz a obter a 2ª posição a 1m54 do vencedor, enquanto Sebastien Loeb foi 3º a 3m08, mantendo ainda a liderança da prova, agora com escassos 42 segundos de vantagem sobre Carlos Sainz que é o 2º da geral. Com a vitória de hoje Peterhansel sobe ao 3º lugar a 4m18 de Loeb, o que quer dizer que a Peugeot ocupa também à geral os três primeiros lugares. Mikko Hirvonen em Mini All4 Racing foi o 4º na etapa de hoje, ocupando também a 4ª posição da geral a 9m38 do líder. No 5º lugar está agora Nani Roma, o melhor piloto Toyota em prova, que foi apenas 8º na etapa de hoje. Aliás este parece ter sido o dia não da Toyota, que para além dos problemas com Al-Attiyah que o obrigaram a perder mais de duas horas e a hipotecar lutar pela vitória, também viu De Villiers parar mais de trinta minutos, atrasando-se na classificação geral. Desta vez os problemas começaram mais cedo para alguns dos pilotos da frente, com o grau de dureza da prova a aumentar na etapa de amanhã que liga San Salvador de Jujuy a Tupiza com um troço cronometrado de 416 km, onde os homens da Peugeot vão tentar solidificar as suas posições, esperando-se um interessante duelo interno entre Sebastien Loeb e Carlos Sainz, com apenas 42 segundos de diferença.

Filipe Palmeiro, navegador de Garafulic foi 14º na etapa, enquanto Paulo Fiúza a navegar o alemão Schott acabou o dia no 19º lugar, ambos em Mini All4 Racing. Garafulic/Palmeiro estão agora no 17º lugar da classificação geral, enquanto Schott/Fiúza ocupam o 20º lugar.

scroll up