Primeira ronda minhota dá liderança ao Toyota de Latvala

19 maio 2017

As primeiras passagens por Viana do Castelo, Caminha e Ponte de Lima voltaram a demonstrar que este rali poderá ser bem emotivo até final. A primeira resposta foi dada pela Hyundai, com Hayden Paddon a vencer em Viana do Castelo, deixando o Toyota de Latvala e o Citroen de Meeke apenas a um segundo e 1,2 segundos de diferença. Paddon tomava conta da liderança do Vodafone Rally de Portugal.

Em Caminha foi a vez do finlandês da Toyota responder com mais de um segundo de vantagem para os Ford de Evans e Tanak, enquanto o motor do Hyundai de Paddon falhava, obrigando-o a entregar a liderança da prova a Jari-Matti Latvala. Mas foi em Ponte de Lima que as notas de equilíbrio foram ainda mais fortes, com três pilotos a registarem o melhor tempo nesta especial com mais de 27 km. O Ford de Tanak e os Citroen de Meeke e Breen emtatavam com o mesmo crono, deixando o campeão Ogier a 1,2 segundos e Neuville a 2,0 segundos, com Latvala a registar apenas o 7º tempo a 4,5 segundos da tripla vencedora.

Contas feitas, o Toyota Yaris de Latvala continua na liderança, mas apenas com 0,5 segundos de vantagem para Kris Meeke em Citroen, com o vencedor da edição do ano passado a apertar a malha à concorrência. Muito perto está o Ford Fiesta de Ott Tanak, na 3ª posição apenas a 1,2 segundos, enquanto Breen (Citroen) é 4º classificado a 1,4 segundos e Ogier o 5º a 4,8 segundos. Paddon recuperou e está na 6ª posição a 10,2 segundos, com os seus colegas da Hyundai demasiado perto. Neuville é 7º a 10,3 segundos e Sordo o 8º a 10,7 segundos, numa “guerra” à décima de segundo entre os três Hyundai. Ostberg que brilhou ontem em Lousada é agora o 9º classificado a 16,4 segundos e Evans o 10º a 18,3 do líder Latvala. Andreas Mikkelsen não dá hipóteses entre os WRC2, ocupando o 13º lugar da geral com o Skoda Fabia R5, com mais de trinta segundos de vantagem para Tidemand também em Skoda.

Entre os concorrentes portugueses, o dia não começou nada bem para a dupla campeã nacional de ralis. José Pedro Fontes e Inês Ponte sofreram uma saída de estrada logo no início do troço de Viana do Castelo, danificando o Citroen DS3 R5. Piloto e navegadora estão conscientes e fora de perigo, mas foram transportados para o hospital de Viana do Castelo para avaliação. Miguel Campos em 22º lugar é o melhor português em prova, seguido por Pedro Meireles e Miguel Barbosa, todos em Skoda Fabia R5

scroll up