Senhoras em estreia absoluta ao volante de um Suzuki Jimny

25 novembro 2016

Margarida, Maria João, Rosário e Carla são quatro colegas que decidiram colocar de parte a agitação habitual que vivem na empresa onde trabalham e partir para uma aventura que consideram estimulante.

A primeira vez tem sempre os seus encantos e a adrenalina de uma estreia absoluta acaba por ser uma sensação saborosa. A azáfama do escritório fica para depois, porque agora há que gerir a “trabalheira” de uma corrida com que algumas sempre sonharam e outras acabaram por abraçar com alguma apreensão, mas bastante entusiasmo.

Com um patrocinador acima de qualquer suspeita, pois é a empresa que as emprega, as senhoras decidiram arregaçar as mangas e fazer frente às “agruras” de um traçado que se torna aliciante, apesar das condições atmosféricas que aumentam as dificuldades de condução de um Suzuki Jimny que até parece habituado a este tipo de desafios.

O TT não é totalmente estranho para esta equipa: “Disputamos habitualmente o Campeonato Nacional de Navegação e a Megape, que é a empresa onde todas trabalhamos, decidiu que este ano apostava nas 24 Horas de Fronteira com uma equipa totalmente feminina e da casa.

Esta é uma prova mítica do TT em Portugal e aproveitando a proposta de patrocínio da nossa empresa, aqui estamos para nos divertir e tentar terminar. São esses os nossos objetivos para esta estreia que muito nos entusiasma”, disse Margarida Sá.

scroll up