S-Cross está diferente para melhor

15 setembro 2016

É impossível fugir às fórmulas de sucesso que impulsionam um automóvel de qualquer segmento para um conceito SUV, tal como determina a moda.

A Suzuki, já bem instalada neste conceito através do Vitara, sobe a parada e apresenta a 3ª geração do S-Cross. Um polivalente espaçoso, destinado a quem quer fugir a rotinas, rompendo com o design estabelecido num hatchback ou carrinha. Com uma face totalmente renovada, o novo S-Cross abraça o conceito SUV através de uma postura robusta e audaz. A total alteração da secção dianteira é fundamental para as novas credenciais do S-Cross, com a Suzuki a integrar também neste novo design um bem conseguido redesenhar dos faróis que lhe conferem um novo olhar.

Posicionado um pouco acima do Vitara, a marca espera que o S-Cross seja o segundo carro de maior volume da marca, abrindo por isso o leque de equipamentos, motorizações e até cores da carroçaria, com a estreia de quatro novas tonalidades. Uma maior altura ao solo e pneus de maiores dimensões contribuem para um estilo mais arrojado, sempre a namorar as novas tendências SUV. Para que tudo se torne ainda mais cativante, a marca melhorou a qualidade dos materiais no interior do S-Cross, onde se destaca uma nova moldura da consola central, novo painel de instrumentos e até os estofos passam a contar com um novo design, revestindo bancos de bom apoio e com notável posição de condução.

Além de nítidas melhorias técnicas ao nível da direção e suspensão, o Suzuki S-Cross passa a contar com dois novos motores a gasolina. Um pequeno mas vigoroso bloco de três cilindros 1.0 Turbo com 111 cv e um quatro cilindros de 1,4 litros com 140 cv, este último a poder oferecer tração 2WD ou 4WD. A motorização diesel marca forte presença com o já conhecido motor 1.6 de 120 cv, que oferece igualmente tração dianteira ou integral. Equipado com algumas das mais recentes tecnologias, entre elas o controlo de velocidade adaptativo, o S-Cross oferece três níveis de equipamento e pode vir equipado com caixa automática de seis velocidades na versão 1.4 a gasolina ou 1.6 diesel, que oferece de série caixa manual de seis velocidades, enquanto o novo motor 1.0 de três cilindros dispõe apenas de tração dianteira e caixa manual de cinco velocidades.

Em relação a preços, tudo começa com uma campanha de lançamento que retira 2.338€ ao preço de venda ao público, mas que pode contar ainda com mais 1.400€ de abatimento, se recorrer ao “Financiamento Suzuki”. Assim, pode adquirir a motorização a gasolina 1.0 a partir de 15.994€ e a mais potente de 1,4 litros a partir dos 23.311€. Em relação ao motor diesel, está disponível a partir de 23.723€. O novo Suzuki S-Cross chega ao mercado nacional nos últimos dias de setembro.

scroll up