Clarkson não confia na condução autónoma

21 novembro 2017

Conhecido pelas suas habilidades ao volante e por gostar de carros antigos, Jeremy Clarkson não concorda com a introdução dos automóveis autónomos nas estradas britânicas até 2021. Uma opinião que manifestou na sua mais recente coluna no Times.

Como exemplo de que a indústria automóvel não está pronta para isso, descreveu a sua experiência recente ao volante de um carro com capacidades semi-autónomas, onde explicou que “no espaço de 80 km, na auto-estrada M4, o carro fez dois erros que poderiam ter resultado num acidente mortal”.

Para o apresentador britânico, os automóveis autónomos só vão ser confiáveis “quando conseguirem fazer a Estrada da Morte, na Bolívia. Experimentem andar lá, de braços cruzados, enquanto passam um camião com metade da roda sobre um precipício de 300 metros, e eu compro um”.

scroll up