Nissan representa 6,2% de quota de mercado em Portugal

17 abril 2018

No ano em que comemorou 50 anos de presença comercial em Portugal, a Nissan ultrapassa pela primeira vez os 5,5% de quota de mercado com 14.553 unidades vendidas no seu ano fiscal de 2017 (entre 1 de abril de 2017 a 31 de março de 2018). Uma fasquia que atira a marca para a 6ª posição no ranking das vendas de automóveis ligeiros de passageiros com um novo recorde neste segmento: 6,2% de quota.

O lançamento de produtos inovadores e tecnologias de última geração, a preços competitivos têm sido os responsáveis pelo reforço de posição da marca, casos dos crossovers Qashqai e Juke e o Leaf, o automóvel elétrico que lidera as vendas mundiais com mais de 300 mil unidades em circulação.

O recém-renovado Qashqai continua a estabelecer recordes. Durante o ano fiscal da marca comercializaram-se mais de 6.437 unidades, ultrapassando pela primeira vez as seis mil unidades comercializadas num ano em Portugal, significando 12% em termos de crescimento.

Já o Juke mantém um volume de vendas da ordem das 2.034 unidades contra as 2.010 vendidas em 2016, enquanto o novo Micra vai conquistando um lugar cada vez mais proeminente nas vendas da marca, representando já 25% do total do volume da Nissan este ano com 3.647 unidades vendidas no ano fiscal que agora findou, o novo Micra quase duplica os registos no ano fiscal de 2016 da anterior geração Micra e Note juntos.

A estes junta-se a Navara cujo crescimento de 11,3% ainda não reflete, segundo a marca, as potencialidades do recente lançamento das versões Navara Business - propostas sobre as versões de cabina dupla mas com três lugares - que se posicionam num subsegmento chave das pick-up no mercado nacional.

scroll up